The Walking Dead - S04E15 - Us


Texto de Gabriel Martins

Após o excepcional The Grove, qualquer coisa que viesse depois ficaria aquém do que vimos Carol passar. Porém, se este Us não consegue atingir nem de perto o mesmo nível de seu antecessor, ao menos não se coloca entre os piores dessa tão irregular temporada. Uma pena, no entanto, é constatar que, apesar de estarmos a dois episódios do fim, este capítulo se dedica apenas a amarrar algumas pontas soltas e desenvolver muito pouco o enredo.


Focando desta vez em todos os grupos, vemos finalmente o ponto final da incansável, chata e, na maior parte do tempo, inconsequente busca de Glenn por Maggie, trazendo com ele um anticlímax que é no mínimo broxante. O cara está desde fevereiro enchendo o saco de todo o mundo querendo achar sua noiva para, quando a vê, fazer uma cara de “ah, eu já sabia”.

Já Daryl tem uma trajetória mais pautada no ganho da confiança de sua trupe, que tudo leva a crer que é a mesma turma que invadiu a casa onde Rick estava, aliás, seria uma baita coincidência caso não fosse.


O que promete ser interessante para a season finale é, enfim, a chegada do grupo à terra prometida, ou o Terminal. Obviamente tem caroço nesse angu. 

Primeiro, o local que promete ser o centro da sobrevivência não tem um habitante vivo, apenas uma senhora que é, no mínimo, uma potencial psicopata, basta olhar para a cara dela. Segundo, ela está fazendo um churrasco para ninguém, o que é muito suspeito, não me surpreenderia nada se ela comesse pessoas. Terceiro, aquele papo de bruxa de João e Maria com um “parece que vocês estão muito cansados” é batido e clichê, digno de qualquer filme de Terror feito em um albergue europeu.

E vamos lá, o lugar é um Terminal, ter-mi-nal, fim da linha, termino...(!!) 

É interessante também notar a relação entre este terminal e seitas religiosas, com suas promessas do lugar ideal, onde todos que caminharem por uma árdua estrada e conseguirem chegar, serão recompensados. Fica ainda mais óbvio este paralelo ao vermos a roupa utilizada por Mary (ao estilo carola) e seu altar, no caso a churrasqueira onde ela talvez faça seus sacrifícios.


Bom, tudo isso é mera especulação minha, afinal, não li e nem tenho nenhuma informação além das que passam todo domingo na AMC.

Então, que venha a Season Finale!


Curta a page do CINÉFILO SANTISTA no Facebook e fique por dentro das atualizações do blog!

Comentários

Postar um comentário

Gostou, não gostou, quer conversar sobre? Comenta aí!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...