Umbreakable Kimmy Schmidt | 3ª Temporada


Umbreakable Kimmy Schmidt já está em sua terceira temporada e, caso você ainda não saiba, a série é criada pela Tina Fey (30 Rock). Quem já está familiarizado com suas criações e o estilo de comédia que ela traz, sabe que podemos esperar piadas alegóricas sobre o mundo contemporâneo, sempre com aquele gostinho ácido de sarcasmo no fim, o que deixa toda a sua criação com aquela marca característica de alguém que já fez muitos esquetes para o Saturday Night Live.

Como é de se esperar Umbreakable Kimmy Schmidt não desvia desse estilo nem por um segundo. A premissa da série é bem simples: a história gira em torno da Kimmy, uma mulher que foi mantida em cativeiro dentro de um bunker por um religioso fanático que jurava estar salvando a sua vida, e de 3 outras mulheres, do fim do mundo. Quando são libertas dessa prisão, Kimmy se muda para Nova York e a, partir disso, a vemos entrando em contato com esse "novo mundo real".

Conforme a série avança em suas temporadas a premissa inicial torna-se apenas um pano de fundo para os acontecimentos. A produção apoia-se muito no humor aleatório e através da narrativa evolui a premissa estabelecida.


Esse terceiro ano foca na busca de Kimmy para encontrar uma vocação. Para isso ela acaba entrando para a faculdade, porém sem muito foco no que realmente quer se tornar. Ao longo dos 13 episódios vemos a personagem passando por vários dilemas até encontrar seu chamado.

Por outro lado, no que diz respeito a Titus, vemos sua odisseia na busca pelo sucesso no mundo da televisão e do teatro, o que faz com que ele se envolva em diversos problemas e pessoas nessa temporada. Lilian teve menos espaço nesse ano, porém continuou envolvida com problemas no seu bairro, que alevaram a caminhos bem mais políticos. Jacqueline, por sua vez, entra em conflito com sua antiga identidade "padrão alto, marido rico e festas glamorosas", em prol de abraçar suas origens para a sociedade na qual vive em Nova York.

As referências que a série levanta com o mundo real, a música e o próprio mundo das sérias são evocadas de forma sensacional. Dentro das inúmeras mini histórias que essa terceira temporada conta, uma delas leva um dos personagens de Umbreakable Kimmy Schmidt para dentro do universo de Orange is the New Black, um crossover entre séries da própria Netflix. Além disso a série trabalhou uma hilária parodia de "Lemonade" da Beyoncé através de Titus, o que sem dúvida criou um dos momentos mais icônicos dessa temporada. 


Umbreakable Kimmy Schmidt pode não agradar a todos os públicos do gênero, porém a prova do seu sucesso fica na qualidade dos seus esquetes, sua comédia rápida e os momentos que beiram o besteirol mas que sabem dar background aos personagens quando necessário. A série sabe trabalhar momentos dramáticos entre seus personagens, mas sempre usando uma piada como alavanca para voltar ao seu ritmo frenético e cômico, outra marca da própria Tina Fey, que sabe trabalhar isso com maestria.

Esse terceiro ano provou que a série tem potencial para continuar rumando seus personagens para mais cenários fantásticos e hilários, sem se preocupar em fazer muito sentido, afinal, essa é uma de suas principais características.

Se você quiser conferir a crítica em vídeo que fiz sobre a terceira temporada de Unbreakable Kimmy Schmidt, segue abaixo:

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...