CRÍTICA | Your Name

Direção: Makoto Shinkai
Roteiro: Makoto Shinkai e Clark Cheng
Elenco: Ryûnosuke Kamiki, Mone Kamishiraishi, Ryô Narita, Aoi Yûki, entre outros
Origem: Japão
Ano: 2016


Your Name (Kimi no na wa) é uma animação japonesa que andou roubando a cena pelo mundo, arrecadando mais em bilheteria do que o jovem clássico A Viagem de Chihiro (2001), de Hayao Miyazaki (Princesa Mononoke). Mas será que o longa é tudo isso mesmo? 

O anime é baseado no mangá homônimo criado por Makoto Shinkai, que recentemente começou a ser publicado no Brasil pela editora JBC, e conta a história de dois jovens estudantes do ensino médio no Japão. Mitsuha (Mone Kamishiraishi) vive no interior, está cansada do tradicionalismo e sonha em morar na metrópole. Taki (Ryûnosuke Kamiki), por sua vez, tem o sonho de se tornar um arquiteto, e está exausto da sua rotina de trabalho e estudo. Inexplicavelmente, quando dormem, os dois trocam de corpo, e esse é o estopim da história.

De imediato a animação chama a atenção pela qualidade de sua produção, com traços muito bem desenhados, cores extremamente vivas e alguma pinceladas de computação gráfica quando necessário. A qualidade gráfica combinada com os personagens interessantes, gera uma forte imersão dentro da narrativa. Iniciamos a história pelo ponto de vista de Mitsuha, entendendo a rotina e os problemas da personagem, até que, no momento certo, nos voltamos para Taki. Ambos os protagonistas são bem apresentados, gerando uma conexão imediata entre eles e o espectador. 

Foto: Divulgação

A trilha sonora envolve a obra e ajuda a contar a história, mesmo para quem não entende nada de japonês. Há ótimas melodias que se fundem com a narrativa, tornando-se uma coisa só. Confesso que me peguei ouvindo a trilha algumas vezes depois de assistir o filme. 

Apesar de nos conectarmos com o anime em seu primeiro ato, fica a sensação de que falta algo para história decolar e não permanecer no "lugar comum". E é nessa virada de ato que Your Name faz exatamente o que precisava, insere um elemento trágico que deixa o espectador com o coração na garganta e sem conseguir vislumbrar o desfecho da história.

A ingenuidade exagerada de alguns personagens foi algo que me incomodou um pouco, embora seja a ideia da obra trazer certa leveza ao público, mesmo nos momentos mais tensos. A falta de um vilão propriamente dito, por exemplo, é outra ótima sacada do roteiro, afinal, nem tudo que acontece de ruim em nossas vidas é culpa de alguém, às vezes trata-se apenas da ordem natural das coisas. Uma temática que só as animações orientais poderia tratar de maneira tão delicada e intensa.

Foto: Divulgação

Your Name é um daqueles filmes mágicos, que fazem o espectador passear por diversas emoções enquanto o assiste. É romântico, filosófico e aventureiro. Uma animação que você provavelmente vai querer compartilhar com o próximo e que certamente te fará refletir, sempre com um sorriso no rosto.

Ótimo

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...