And the Oscar goes to... Al Pacino

Precisaram 7 indicações para que Al Pacino finalmente ganhasse o merecido Oscar de Melhor Ator. Fora antes indicado por O Poderoso Chefão (1972), Serpico (1973), O Poderoso Chefão - Parte II (1974), Um Dia de Cão (1975), Justiça Para Todos (1979), Dick Tracy (1990) e O Sucesso a Qualquer Preço (1992), mesmo ano em que estrelou Perfume de Mulher (1992), sua oitava indicação, o filme que lhe concedeu a honraria. O fato é que ele poderia ter sido premiado por qualquer um dos títulos citados, facilmente, e pensar que não venceu por alguns deles chega a ser alguns dos maiores absurdos que a Academia já cometeu.

No vídeo é possível escutar a plateia gritar quando o nome de Pacino é anunciado entre os indicados. A mesma platéia que o aplaudiu, de pé, quando o mesmo foi chamado ao palco para receber seu prêmio. Em Perfume de Mulher, o ator interpreta um ex-tenente-coronel, cego, de temperamento difícil, e que resolve viver um fim de semana intensamente antes de suicidar-se. O filme, ainda que belo e intensificado pela atuação de Pacino, talvez seja dos menos importantes comparados a outras da lista que citei. Mas, sem dúvida alguma, merece ser conferido. Quem não se recorda da cena do tango?

Comentários

Postar um comentário

Gostou, não gostou, quer conversar sobre? Comenta aí!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...