DROPS CS #04



O DROPS CS é uma nova proposta do Cinéfilo em Série, onde escreverei brevemente sobre alguns filmes que assisti recentemente, mas que não tive tempo de escrever uma crítica detalhada. Trata-se de uma opinião mais informal, mais passional, uma indicação, ou não. Vamos lá?


Planeta dos Macacos: O Confronto (Dawn of the Planet of the Apes, 2014)

Antes de qualquer coisa é preciso dizer que sou fã do Planeta dos Macacos original, aquele de 1968 com Charlton Heston como protagonista. É claro que de lá pra cá muita coisa mudou, especialmente a tecnologia para se fazer esse tipo de filme, e esse é o principal trunfo de Planeta dos Macacos: O Confronto. O que já era bom na obra anterior ficou ainda melhor, os efeitos digitais para criar os símios em tela é assustadoramente real e um show a parte, sem dúvida. Andy Serkis (O Senhor dos Anéis) é o destaque com sua interpretação em captura de movimento do líder símio Caesar, ainda que eu ache um exagero as campanhas para que o ator concorra a um Oscar. Uma pena que o roteiro seja raso e previsível, não intensificando a discussão da natureza do ser humano em prol de cenas de ação que entretenham o público. Inferior ao anterior, mas ainda assim um bom filme.






O Impossível (Lo Imposible, 2012)

Demorei a assistir esse filme do desconhecido diretor espanhol Juan Antonio Bayona (O Orfato) por puro preconceito, achando que veria mais uma obra melodramática que apelaria para o choro do espectador de toda maneira. Ledo engano. O Impossível mostra-se um filme muito bem dirigido e produzido (as cenas do tsunami são muito bem feitas), onde a busca da família para estar junta novamente torna-se o grande foco da narrativa, e não a tragédia em si. E dessa forma, com o catástrofe como pano de fundo, o elenco encontra espaço para se destacar, especialmente o trio de crianças, que conseguem passar a dramaticidade que a situação exigia. Destaque também para Naomi Watts (Violência Gratuita), merecidamente indicado ao Oscar por seu trabalho.






Os Estagiários (The Internship, 2013)

Confesso andar meio sem paciência para as comédias enlatadas norte-americanas da atualidade, mas uma coisa chamou minha atenção para Os Estagiários: a dupla de protagonistas. Sou fã do trabalho de Vince Vaughn (Dias Incríveis) e Owen Wilson (Meia-Noite em Paris), especialmente deste segundo, que frequentemente me faz rir em seus trabalhos. Foi gratificante perceber que a dupla ainda rende muito bem para a comédia, protagonizando um filme leve, divertido, gostoso de assistir. Fica clara a propaganda pró Google e seu modelo de trabalho, mas isso não diminui em nada a obra.






Comentários

Postar um comentário

Gostou, não gostou, quer conversar sobre? Comenta aí!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...