True Detective 2x08 | Omega Station

 

[spoilers]

Após uma temporada não tão popular entre críticos e espectadores, True Detective encerra sua segunda jornada com um episódio impecável, provando que continua sendo uma série muito acima da média e que torço para que seja renovada por, pelo menos, mais uma season. Diferente do ano passado - quando acompanhamos a transformação do cético Rust Cohle numa pessoa esperançosa - dessa vez, o final foi como um soco no estômago. Amargo e trágico, como muitas vezes a vida é, condizente com a trama que foi contada ao longo de 8 capítulos.

Omega Station iniciou com a melhor cena de after sex que já vi em séries de TV, com Velcoro e Bezzerides trocando confidências, expondo seus mais profundos segredos um ao outro. O momento, que já era impactante por seu contexto, tornou-se ainda mais singular pela bela montagem empregada, mesclando frames de solidão de cada um com momentos em que cuidavam um do outro na cama. Ainda que a relação dos dois tenha nascido de muito sofrimento, ambos parecem realmente se conectar, algo que se confirma mais adiante quando os vemos dividir um cigarro no esconderijo em que se encontram, dando as mãos novamente.

E se a relação do casal foi muito bem construída ao longo da temporada, o mesmo não posso afirmar dos demais protagonistas. Esperar até o último capítulo para vermos Frank e Bezzerides interagindo foi frustrante, ainda que a cena tenha sido bem conduzida. A importância desse encontro, aliás, ditaria o desfecho coeso da história, com a detetive e Jordan “exiladas” na Venezuela, num dos poucos sopros de esperança que esse season finale nos trouxe.


E por mais que Frank Semyon tenha sido um personagem problemático para a trama, é invariável sentirmos um mínimo de admiração por sua cega perseverança. Em sua jornada de vingança bem sucedida, o gângster acabou esquecendo justamente daqueles que menosprezava, e se viu esfaqueado e abandonado no deserto. Suas alucinações a principio me geraram estranheza, mas seu contexto ver tudo valer a pena. Frank acabou morto, como mais da metade dos protagonistas (vale citar a belíssima fotografia empregada na cena).

De todos os personagens, porém, nenhum teve destino mais trágico que Velcoro (aquele que caiu nas graças dos fãs, o que torna tudo ainda mais melancólico). Ray morreu fuzilado por um ex companheiro, aquele que havia matado Woodrugh (a quem jurou vingança). sem conseguir gravar uma mensagem de despedida para seu filho. Pior, nunca soube que que era, de fato, pai do garoto, e nem mesmo que sua breve paixão por Bezzerides o presentearia com outro filho, que certamente seria amado incondicionalmente pelo pai.

Como disse desde a minha primeira review nessa temporada, True Detective trouxe uma trama completamente diferente de sua estreia, e assim foi até o encerramento. Quem esperava algo diferente disso estava errado, mas que bom que havia um episódio de Ballers para eu assistir na sequência, pois a melancolia bateu forte com esse - ainda assim belo - final.

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...