Breaking Bad - S05E11 - Confessions


[spoiler alert]
Após 2 episódios considerados lentos, ainda que recheados de emoção e momentos marcantes, Breaking Bad enfim "chuta o balde" em sua reta final rumo ao seu aguardado Series Finale (agora só faltam 5). E quem estava com vontade de ver mais de Aaron Paul em tela, meus amigos, o vulcão explodiu.

O S05E11 começou com um típico momento que prepara algum acontecimento futuro, mas quem em praticamente nada tem relação com a trama que será contada durante os próximos 40 minutos. A conversa de Todd e seus capangas neo-nazistas sugere uma nova operação de metanfetamina a caminho, o que me deixa intrigado. De que forma tais acontecimentos poderão influir no rumo de Walt e os demais, visto que um furacão já está passando em meio a todos? Mas aguardemos para descobrir.

Mudando da água para o vinho, é interessante como BrBa brinca com ela mesma, ao recriar fatos que marcaram num passado próximo da série. Se na primeira temporada vimos Jesse maquiando o rosto para esconder o enorme hematoma que havia ganho (o que convenhamos em nada adiantava), agora vemos Walter fazendo exatamente o mesmo, e tão bem sucedido quanto. Por mais que ele tente vestir sua máscara, ela já não fixa mais em seu rosto.


E falando em Walt, esse foi o episódio que o ratificou como grande vilão da temporada. Se antes tivemos Tuco, os irmãos Salamanca, Hector e o grande Gus Fring, Heisenberg certamente é o cara a ser batido nesse ano final. Lembrar que ele é o protagonista da série é um mero detalhe, que comprova a genialidade de BrBa. Manipulador como de costume, Walt foi jogando com cada personagem ao longo da trama, e aqui o fez de forma absurdamente fria, primeiro com seu filho, depois com Hank, Jesse, Skyler... E acompanhar o personagem mergulhando na escuridão ao longo do capítulo é outro detalhe fascinante da fotografia. Se na conversa com Walter Jr. ele já aparecia com metade do rosto escurecido, em sua conversa com Skyler o mesmo aparece completamente tomado pelas sombras.













Confessions foi o título desse S05E11, mas tranquilamente poderia se chamar FDP! Se alguém ainda não odiava Walter por tudo o que ele já fez, possivelmente passou a fazê-lo após o vídeo que gravou para chantagear Hank (uma cartada de mestre, é bom dizer). Minha reação ao assistir foi a mesma do policial e sua esposa, estáticos, quase sem acreditar no que estavam vendo. Cada frase dita pelo químico era como uma facada, e a forma como o diretor foi aproximando a câmera das feições de Bryan Cranston causou uma sensação quase que aflitiva a cena. E quão brilhante foi o momento em que, através de uma "falha" na transmissão do vídeo, vemos a face de Heinsenberg claramente dividida pela cor vermelha, não só o definindo como duas-caras, mas trazendo a tona a cor que frequentemente é associada a pecado na série. Como não notar, também, o detalhe do figurino de Marie, que após 4 anos quase que sempre vestindo roxo, dessa vez aparece toda de preto, refletindo seu estado de espírito.

* Os fãs de western também devem ter notado a referência a Três Homens em Conflito, filme de Sergio Leone, no quatro à direita de Marie (e todo o dilema vivido por Walt, Hank e Jesse afasta qualquer possibilidade de coincidência na cenografia).














Cranston tomava conta do episódio, até Aaron Paul o tomar para si em todas as cenas que esteve presente, começando pela conversa no deserto. Ainda que Jesse tenha tentado se desvencilhar das artimanhas de Heisenberg, ele novamente sucumbiu as mentiras de seu "mentor". Mentira essa que veio através de abraço, após o mesmo perceber que suas palavras não surtiriam mais efeito. Notar Pinkman totalmente rendido nos braços de Mr. White, e novamente caindo em suas mentiras, foi de partir o coração. Sua trajetória, porém, ainda guardava algumas surpresas.

Toda a cena no escritório de Saul foi cuidadosamente criada para o clímax do episódio causar o impacto que causou. Jesse tirando o baseado do bolso, o advogado o recriminando, Huell esbarrando com Jesse na porta, até finalmente o vermos na beira da estrada puxando seu maço de cigarro. Somado a isso, a reintrodução da ricina no S05E09, estava montada as peças na cabeça do espectador, num momento inteligentíssimo de roteiro, que nos permite perceber tudo que acontecia junto com o protagonista. E desafio você fã da série a dizer que não se sentiu acompanhando Jesse em suas ações (tomadas pelo ódio), quase que numa forma de catarse. Eu que me perguntava, qual coelho Hank teria que tirar da cartola pra sair da enrascada em que havia se metido? Jesse trouxe o coelho de bandeja. E ao menos um mistério parece ter sido desvendado. Descobriremos como a casa dos White ficou no estado deplorável do flashfoward. Mas, será que tem alguém lá dentro? Maldade terminar assim, mas a gente curte.

Até semana que vem!


Quer ficar por dentro das atualizações do CINÉFILO SANTISTA? Curta a fanpage do blog no Facebook! É só clicar AQUI e dar o seu like ;)

Comentários

  1. Vei, eu ainda to xingando muito o Walter ahahahahah tá louco cara. Até a familia o cara não perdoa! É foda ter a responda de escrever review sobre, a série é mítica demais! Parabéns Daniel!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pura verdade Edu, é muito mais difícil escrever sobre algo que gostamos muito, ainda que o resultado final seja mais prazeroso. Breaking Bad já entrou pro hall das melhores séries que vi na minha vida, e olha que já vi muita série excelente, vide The Sopranos, Lost, e afins.

      Excluir
  2. Vi a cena da flashfoward umas 10 vezes, e reparei que a casa não mostra sinal que foi queimada, acredito que ela foi arrombada pela polícia (ou DEA) e não queimada como o final do episódio sugeriu. Quanto ao Walter, acho que sou o único que adorou suas ações nesse episódio e que ainda torce para que ele se safe.

    Parabéns, Ótima resenha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Lucas! Realmente, pensando melhor, a casa não parece ter sido queimada. Ansioso pra saber o que de fato acontecerá, porque esse final foi d+!

      Excluir
  3. Além de tudo é simplesmente genial perceber que todos os personagens aparecem sempre de lado, ocultando o outro lado do rosto, ou sempre com um lado da face escura em sombras, como se todos tivessem duas caras, vivendo uma vida dupla, SENSACIONAL!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ótima observação! Breaking Bad é genial.

      Excluir
  4. Amei esse episódio e tenho esperança que dessa vez a série vai ter um grande final, acabando com a regra de que grandes séries têm péssimos finais. Tudo leva a crer que eles não vai errar na mão dessa vez, cada detalhe é meticulosamente preparado e todas as pontas estão sendo amarradas, estou impressionada.
    A fotografia dessa série é mesmo fantástica e certos detalhes mostram porque ela é uma das melhores (se não for a melhor da atualidade).
    Não tinha notado a referência a três homens e um conflito, que máximo!!
    Você repara em tudo mesmo hein? Passei a prestar atenção nas roupas dos personagens e de fato elas dizem muito sobre cada um deles e a fase em vivem.
    Excelente review.
    Abs,
    Fabiana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também espero um grande final para a série Fabiana, tudo leva a crer que será. Algumas grandes séries realmente tiveram finais ruins, mas há exceções. The Sopranos por exemplo, foi espetacular e LOST mesmo, muita gente não gostou, mas eu, particularmente, adorei.

      Obrigado pelo comentário :)

      Excluir

Postar um comentário

Gostou, não gostou, quer conversar sobre? Comenta aí!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...