CCXP 2015 | Já acabou, Jessica?


2° Dia (04/12) – Em busca do painel sagrado

Acordei mais uma vez bem cedo para ir ao 2º dia de Comic Con Experience. Dessa vez o foco era ir ao auditório Cinemark, que certamente seria muito disputado, por um motivo: Netflix. Eles trariam ao Brasil atores do elenco de Sense8 (Aml Ameen, Jamie Clayton e Alfonso Herrera) e de Jessica Jones (Krysten Ritter e David Tennant). Um elogio a ser feito a organização é o fato de disponibilizarem ônibus gratuitos até o evento, isso ajudou demais na locomoção do pessoal que não poderia pagar por um táxi, por exemplo.

Chegando ao local, esperamos até as 10 horas da manhã para que os portões fossem abertos e começássemos a maratona até as grades que formariam a fila para a entrada no auditório. Enquanto aguardava a abertura tive o prazer de conhecer a Maluci Vieira, conhecida dos grupos de séries no Facebook e que também cobria o evento como imprensa, além também da Mayara Armstrong, da página O Filme é Legal, Mas, que nos fizeram companhia durante todos os painéis. Foi ótimo debater todas as novidades com elas! Também tive o prazer de conhecer o Vini, a Ayla e a Thais! Tentei encontrar o máximo de pessoas possíveis dentro do auditório, mas celular sem créditos e sem 3G fizeram falta para esse tipo de comunicação.

O primeiro painel foi do ator John Rhys-Davies, o Gimli de O Senhor dos Anéis, o mesmo que tirei uma foto que falhou - *música depressiva*. Foi muito interessante perceber que ele foi o único que se dispôs a ir atrás das pessoas que lhe faziam perguntas.  Simpático, respondeu a todas elas com seu forte sotaque britânico, além de citar bordões clássicos do nosso anão favorito da Terra Média.

Logo depois veio o painel da Universal, onde basicamente vimos o Érico Borgo discorrer sobre sua visita aos sets de Warcraft – O Primeiro Encontro de Dois Mundos. Também vimos um trecho de 7 minutos e o trailer do filme A Bruxa, que promete ser perturbador.

O painel seguinte foi com o roteirista Gerard Way (ex-vocalista da banda My Chemical Romance) e o ilustrador Gabriel Bá, falando sobre a HQ intitulada The Umbrela Academy. Rolou um momento constrangedor quando uma fã foi fazer uma pergunta e pediu para que ele cantasse uma de suas canções. Way prontamente respondeu: “Eu não vim aqui pra cantar”, do modo mais simpático possível. A fã insistiu e ele disse: “Não”. Eu entendo que os fãs sentem falta da banda, mas acho que falta bom senso por parte de alguns. Ele está ali divulgando o seu trabalho como roteirista, não acho que há necessidade de ficar pedindo para ele cantar e coisas semelhantes. Vale sim perguntar sobre o seu trabalho que está sendo apresentado ali no momento.

Em seguida tivemos o painel All New, All-Different Marvel, onde anunciaram quais serão as próximas atrações em quadrinhos da Casa das Idéias, incluindo X-Men! Pra quem achou que eles estavam deixando os mutantes de lado, foi um belo soco na cara.

O painel da FOX Animations foi uma PUTA nostalgia, na falta de um adjetivo melhor. Ver todo o processo da criação da animação Snoopy & Charlie Brown - Peanuts, O Filme foi incrível, fora as três cenas exclusivas que foram exibidas (com uma delas tendo uma referência ao Gugu!) As pessoas que trabalharam nesse filme realmente respeitaram a obra de Charles Schulz e não há toa foram aplaudidos de pé por todos que estavam lá, merecidamente. Também tivemos a participação do ator Lúcio Mauro Filho falando sobre a dublagem de Kung Fu Panda 3, além do recado especial de Jack Black, seu dublador original. Em seguida veio o painel da FOX Studios, com o trailer de O Regresso e um trailer com cenas exclusivas de Deadpool, com a presença do cosplay no palco, além de termos recebido um pôster do filme de brinde. Obrigado, Fox!

As 16h30 a lenda vida entrava ao palco e todos se levantaram para aplaudir Frank Miller. Foi ótimo ver toda a sua obra sendo discutida, de a Queda do Murdock a Batman – O Cavaleiro das Trevas, e ver que  Frank Miller responde curto e grosso quando vê que a pergunta não precisa de nenhuma resposta complexa. Isso mesmo Frank! Mas o momento mais emocionante do painel foi, com toda certeza, quando um fã veio com uma edição de 300 nas mãos e trêmulo, visivelmente emocionado, começou a dizer o quanto Miller é importante em sua vida. Quando ele percebeu que não conseguiria dizer tudo que vinha em mente, se desatou a chorar, e a plateia toda começou a aplaudir! Logo depois, ele pede a assinatura da sua HQ e o gênio vai em direção ao rapaz, assina sua edição e ainda tira uma selfie. Foi de arrepiar, acreditem. Fico me imaginando no lugar do cara, de frente com a pessoa que mais admiro em vida. Com certeza faria da mesma forma, me expressaria da mesma forma, choraria da mesma forma.


Logo depois o desenhista Jim Lee, um dos criadores da Image Comics, adentrou ao palco. Foi um painel bem engraçado, ele estava totalmente a vontade e fez muitas piadas. Encerrou o painel fazendo um desenho exclusivo do Batman e presenteou uma pessoa da plateia que estava fazendo aniversário naquele dia, confirmando com o RG. Foi então que todos começaram a cantar “Parabéns pra Você”, em outro momento especialíssimo desse longo dia de painéis. Outro destaque foi a fã que utilizou do espaço de sua pergunta para falar da importância da mulher no mundo dos quadrinhos, num mundo onde sempre escutou que isso “era coisa de homem” ela simplesmente disse: "Não, é lugar de mulher também!". Merecidamente ganhou aplausos. 

E enfim chegava o momento mais aguardado. Iniciava o painel da Netflix. A plateia estava ansiosa. Foi exibido um vídeo mostrando todo o catálogo de produções originais da empresa: séries, filmes, documentários e afins. Depois vieram os vídeos exclusivos, com o anúncio do filme do personagem Cem Olhos, de Marco Polo e de O Tigre e o Dragão 2. Em seguida tivemos a exibição exclusiva de um trecho da 2ª temporada de Demolidor. Vocês podem não acreditar, mas a cena, que mostrava o Demolidor descobrindo sobre o Justiceiro e indo acertar contas, foi o momento que mais vibrei nesses dois dias de evento. Sério. Que vídeo foda! Agora minha ansiedade pela próxima temporada só aumentou. Os atores também mandaram um "oi", pedindo desculpas por não poderem estar lá, já que estão gravando a série.

Érico Borgo, enfim, chamou Krysten Ritter e David Tennant ao palco. O barulho foi ensurdecedor. Tennant estava muito feliz e também abismado com o carinho do público, disse que não fazia ideia que o fandom brasileiro era tão grande. Krysten, por sua vez, não poderia falar um "A" que a plateia ia a loucura. Com os ânimos exaltados do público, o zelo pela segurança dos atores foi reforçado e infelizmente o painel acabou sendo encurtado (deve ter durado 15 minutos, aproximadamente). Nem David Tennant entendeu, fazendo uma cara de: “Oi, mas já?”.  Quase achei que ele ia dizer: “Já acabou, Jessica?”.  Borgo informou posteriormente que mandaram ele encerrar o painel (imagino que um ordem direta da assessoria da Netflix). Uma pena.


Depois de um vídeo de making of de Jessica Jones, os astros de Sense8 vieram ao palco. Todos super simpáticos, principalmente Jamie Clayton! Fiquei maravilhado com ela, morri de rir quando ela começou as citar as séries da Netflix que assiste, além de ter mandado um “Sense8, bitchies!”. O painel deles foi maior e falaram sobre temas importantes como representatividade e preconceito. Jaime falou sobre a importância de ser a primeira transexual de destaque a participar de uma produção desse tamanho e espera que continue assim, que não pare nela. O painel foi finalizado com Aml puxando a plateia para cantarem “One Love”, do Bob Marley. Por um momento achei que ele cantaria “What’s Up”, mas errei completamente.

E assim terminou os painéis do auditório Cinemark na sexta-feira. Assim também terminava meu último dia de Comic Con Experience. Foram dois dias de evento maravilhosos, que aproveitei o máximo que pude, vendo os estandes, painéis, tirando muitas fotos, conversando com os cosplays, vendo os artistas convidados. Tenho certeza que sobrou muita coisa pra fazer e pra ver, o espaço é imenso. Foi a minha primeira vez num evento desse porte e fiquei em êxtase com tudo o que vi por lá. Obrigado a Comic Con Experience e ao Cinéfilo em Série pelo convite, espero que ano que vem a gente se veja por lá de novo, nos dias 01 a 04 de dezembro de 2016, na 3° edição do evento. Um abraço e #VaiSerÉpico!

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...