5 Filmes Indispensáveis de Charlize Theron


Charlize Theron é sem dúvida uma das mais icônicas atrizes da nossa geração. No alto de seus 42 anos ela já consagrou sua carreira com atuações marcantes em diferentes gêneros e já trabalhou com lendas da direção, como Ridley Scott e George Miller.

Quem vê Charlize hoje mal sabe que a atriz teve um começo de vida difícil. Nascida em Benoni, que fica cerca de 40 quilômetros de Johanesburgo, na África do Sul, passou por traumas familiares, tentativas de carreira como modelo e bailarina, mas foi em Los Angeles um agente a descobriu. Fez um teste e conseguiu seu primeiro papel em um longa como coadjuvante. O filme foi O Advogado do Diabo, em 1997, onde atuou ao lado de Keanu Reeves e Al Pacino

Aproveitando o recém lançamento de Atômica, listamos abaixo 5 filmes indispensáveis da carreira dessa grande atriz, que não é apenas um rostinho bonito e sim uma artista extremamente versátil e talentosa.


Advogado do Diabo (The Devil's Advocate, 1997)


Como citado, O Advogado do Diabo foi primeiro longa da atriz em que ela teve um papel mais significativo. Charlize interpretou a personagem Mary Ann Lomax, mulher de um advogado (Keanu Reeves) que está evoluindo na carreira. Por causa de sua destreza na corte de justiça ele chama a atenção de um homem poderoso (Al Pacino) que lhe faz uma proposta irrecusável de trabalho. O casal aceita a proposta e se mudam para Nova York onde tudo começa a ir de mal a pior para Mary Ann. Nesse filme a atriz provou seu potencial dramático ao transformar uma personagem doce e esperançosa em uma mulher atormentada e psicótica (com razão!) por causa das pessoas que influenciam sua nova vida.


Mad Max: Estrada da Fúria (Mad Max: Fury Road, 2015)


Uma horda de pessoas foi levada aos cinemas para ver o novo filme da franquia Mad Max sem esperar a maravilhosa surpresa que foi a personagem de Charlize. Sua Furiosa é uma heroína do mundo pós-apocalíptico, uma mulher que mostra a cada olhar e decisão que sua bagagem de sofrimento é imenso. Ela é a verdadeira heroína da história, enquanto o próprio Max funciona apenas como um sidekick, ajudando a todos durante a jornada de fuga pelos desertos apenas por pura sobrevivência.


Jovens Adultos (Young Adult, 2011)


Em Jovens Adultos, Charlize faz o papel de Mavis Gary, uma mulher recém divorciada e que tem uma carreira estável, porém, sem sucesso notável, já que trabalha como ghostwriter de uma série de livros para jovens adultos. Abalada pelo divórcio, decide voltar a sua cidade natal, afim de se reconectar com um ex-namorado, porém, assim como ela, todos os seus amigos de colégio já cresceram, ainda que ela se agarre aos acontecimentos do passado. Nesse papel, a atriz consegue passar vários tons de uma pessoa que tem dificuldade de crescer e encarrar as realidades da vida. Sua personagem não pensa nas consequências de suas ações e age literalmente como uma adolescente inconsequente. Um filme que pode ter passado despercebido por muita gente, mas que vale muito a pena.


Terra Fria (North Country, 2005)


Esse filme adapta os fatos do primeiro caso de sucesso nos tribunais norte-americanos de abuso sexual contra trabalhadoras de uma mina de ferro no ano de 1984. Charlize vive a personagem Josey Aimes, uma mulher que precisa trabalhar na mina para sustentar a família. Além do trabalho árduo, Josey passa por diversas situações de assedio e degradações de seus colegas homens e mesmo denunciando os abusos a seus superiores, o problema acaba englobando todas as mulheres que trabalham na mina. Trata-se de papel difícil, de uma mulher indignada pelas mentiras criadas sobre sua vida, abusada em seu ambiente de trabalho e forçada a tomar medidas judiciais contra seus agressores, em uma época na qual a mulher não tinha tanta voz sobre sua própria vida. Um filme que serve para mostrar que a atriz sabe lidar com temas que são tabu, entregando mais uma atuação memorável.


Monster: Desejo Assassino (Monster, 2003)


Monster foi o longa-metragem que dividiu águas na carreira de Charlize Theron. A atriz interpretou Aileen Wuornos, prostituta que se tornou a primeira serial killer mulher dos EUA. Aileen foi sentenciada a morte pela morte de sete homens e foi executada em 2002. Charlize precisou ganhar treze quilos e meio para interpretar a personagem, além de usar uma prótese dentária e raspar as sobrancelhas, o que a deixou quase irreconhecível. Para se preparar melhor para esse papel, a atriz assistiu o documentário Aileen Wuornos: The Selling of a Serial Killer, afim de estudar os trejeitos e maneirismos de Aileen. Tudo esse esforço para viver uma mulher que levou seus traumas a um caminho sem volta renderam a Charlize o Oscar de melhor atriz em 2004.

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...