CRÍTICA | Lino: Uma Aventura de Sete Vidas

Direção: Rafael Ribas
Elenco: Selton Mello, Dira Paes, Paolla Oliveira, entre outros
Origem: Brasil
Ano: 2017


Bom, acho que posso falar sem demagogia que boa parte do público fica com "um pezinho atrás" quando o assunto é animação brasileira, certo? Será que vai dar certo? Será que houve orçamento e estrutura para tal? Especialmente quando falamos de um projeto tão ambicioso como este Lino: Uma Aventura de Sete Vidas. A boa notícia é que, assim que me deparei com os minutos iniciais da obra e o grau de perfeição visto em tela, relaxei, peguei a pipoca e me permiti encantar pela história.

O filme gira em torno de Lino (Selton Mello) um azarado animador de festas infantis que vive passando perrengues com as crianças. Sentindo-se desvalorizado e chateado pela sua situação, o rapaz pede ajuda a um mago, Don Leon (Luiz Carlos de Moraes), na esperança de melhorar sua péssima vida. O mago, um tanto enrolado, confunde o pedido de Lino, transformando-o em seu pior pesadelo: um gato gigante.

A situação acaba se agravando pois um suposto "amigo" do protagonista usou a fantasia do gato para roubar lojas, fazendo com que Lino fique conhecido como o "Maníaco da Fantasia". O personagem, azarado até dizer chega, se mete em grandes confusões a partir daí. Essa dinâmica acaba evidenciando um ponto positivo do roteiro, que sabe mesclar piadas engraças e o bom humor necessário para manter o espectador interessado na obra.

Crédito: Fox Film do Brasil

Bons exemplos são quando a coruja faz caca na cabeça do protagonista, ou quanto a polícia interfere na fuga de Lino e conhecemos Janine (Dira Paes). Trata-se de uma policial durona que esta sempre acompanhada por dois ajudantes bem esquisitos, que soltam gases o tempo inteiro como comemoração (afinal, estamos vendo uma animação infantil) e travam a eterna discussão entre biscoito x bolacha.

A trama ainda trás um fator de imprevisibilidade, ao lançar elementos aleatórios no decorrer da narrativa, como por exemplo, a criança que cai da janela no colo de Lino. Nomeada de Pestinha, de início o protagonista não suporta ficar ao lado dela, mas o destino muda e transforma a vida de Lino de uma forma linda, mágica e encantadora. E não entrarei em detalhes para não dar spoilers.

Lino: Uma Aventura de Sete Vidas é certamente um filme para toda a família, que aborda temas pertinentes de forma inteligente. Ao término da projeção fica aquela sensação de orgulho em saber que uma animação dessa qualidade técnica foi produzida em nosso país, por brasileiros. Isso sem contar a sensibilidade de um roteiro que só poderia ter nascido de terras tupiniquins.

Ótimo

Crédito: Fox Film do Brasil

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...