CRÍTICA | Em Busca de Vingança

Direção: Elliott Lester
Roteiro: Javier Gullón
Elenco: Arnold Schwarzenegger, Scott McNairy, Maggie Grace, Judah Nelson, entre outros
Origem: EUA / Reino Unido
Ano: 2017


Após dois anos longe das telas, o astro Arnold Schwarzenegger (O Exterminador do Futuro) está de volta, mas não em um filme de ação, com muitas explosões, pancadaria e agilidade, agora, o ex-governador da Califórnia vivencia um papel dramático, em uma história baseada em fatos. Com  a direção de Elliott Lester (Blitz), Em Busca de Vingança (Aftermath) explora o lado emocional de dois personagens envolvidos em uma grande tragédia, colocando-os frente a frente para realçar os diferentes sentimentos de justiça e vingança. 

Roman Melnik (Schwarzenegger) trabalha com construção civil e aguarda ansiosamente pelo retorno da esposa e da filha após uma viagem a Kiev, terra natal do protagonista. Ao chegar no aeroporto, ele é surpreendido com a notícia de um terrível acidente com o avião que trazia sua família, com baixa probabilidade de serem encontrados sobreviventes. Roman é tremendamente impactado pela notícia e terá que juntar forças para conseguir se recuperar da tragédia e seguir em frente. Em paralelo, acompanhamos o drama do controlador de voo Jake Bonanos (Scoot McNairy), o responsável pelo tráfego aéreo no momento do acidente, no qual duas aeronaves se chocaram no ar. Ele se torna um vilão perante a população e é massacrado pela imprensa, tendo sua relação com a família arruinada. As vidas de Roman e Jake vão se cruzar e ambos vão enfrentar sérias consequências.

Foto: H2O Films


A narrativa apresentada em Em Busca de Vingança é lenta, possibilitando que o roteiro explore a enorme carga psicológica dos dois personagens, consumidos pelo luto e o sentimento de culpa, ainda que não apresente diálogos complexos. No segundo ato, no entanto, a obra abre mão das emoções, empregando uma atmosfera monótona de um protagonista que, devastado pela tragédia sofrida, mostra-se estressado e tomado pelo desejo de que a companhia aérea e o controlador de voo se retratem pelo acidente causado.

As atuações são díspares. Schwarzenegger convence como o homem que busca vingança, mas não como pai de família dilacerado pela tragédia. As emoções transmitidas por seu personagem são rasas, não apenas pelas limitações do ator, mas também pelo roteiro irregular. Scoot McNairy (Batman vs. Superman: A Origem da Justiça), por sua vez, consegue dar vida a um homem destroçado pela culpa, e que tem que carregar para sempre em sua consciência o ato irresponsável que vitimou 71 pessoas. Ele demonstra uma impressionante transformação, uma atuação expressiva.

A proposta de se basear no acidente ocorrido em Uberlingen, em 2002, é interessante, mas o filme não consegue entregar uma história realmente impactante, ou com ações que sensibilizem o espectador ao ponto de fazê-lo se importar com os personagens. Há momentos apáticos e que comprometem a sequência de interações, além de personagens mal explorados, como a jornalista que quer escrever um livro sobre a tragédia.

Foto: H20 Films

No fim, Em Busca de Vingança apresenta apenas uma história superficial, com uma conclusão repleta de cenas de ação apressadas e que prejudicam a narrativa dos personagens. Um desfecho deveras frustrante para uma premissa interessante, que merecia ser melhor explorada pelos envolvidos.

Bom

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...