5 Filmes de Steven Soderbergh


Consagrado pela Academia por dirigir excelentes dramas, como Erin Brockovich (2000) e Traffic (2000), Steven Soderbergh também mostra muito talento ao criar ótimas comédias. E na maioria das vezes utiliza de um crime como pano de fundo para a história a ser contada. É o caso de Logan Lucky: Roubo em Família, seu mais recente trabalho que esteve em cartaz nos cinemas brasileiros.

Para quem não conhece o lado mais cômico do diretor, esse especial destaca 5 filmes de Soderbergh voltado para o gênero comédia, ainda que ele sempre flerte com diversos subgêneros em suas produções.


Schizopolis (idem, 1996) 


Soderbergh fez sua estreia como diretor de longas com o drama indie Sexo, Mentiras e Videotape (Sex, Lies and Videotape, 1989), iniciando assim sua trajetória em Hollywood. Na sequencia assumiu obras elogiadas pela crítica como Kafka (idem, 1991) e O Inventor de Ilusões (King of the Hill, 1993).

Em 1996, ele dirigiu e protagonizou (apesar de não ser creditado)seu primeiro trabalho diretamente voltado a comédia, o experimental Schizopolis. Sem seguir uma linearidade e dividido em três atos, ele apresenta a perspectiva de três personagens diferentes sobre um mesmo relacionamento. Acompanhamos os pontos de vista de Fletcher Munson (Soderbergh) e seu doppelganger Jeffrey Korchek (Soderbergh), bem como seus relacionamentos com Mrs. Munson (Betsy Brantley). E apenas no último ato, o público descobre o real sentimento da personagem feminina.

Considerado estranho para o mainstream, o longa dividiu a opinião dos críticos. Um grupo descreve o filme como algo inexplicável, o outro o classifica como uma crítica a sociedade moderna direcionada para um público específico.


Irresistível Paixão (Out of Sight, 1998)



Irresistível Paixão é uma adaptação do livro de mesmo nome do autor americano Elmore Leonard. Com ares de comédia romântica, ele mostra um ladrão de bancos que se apaixona por uma agente do FBI após roubar o carro dela durante uma fuga da prisão. Ambos desconhecem do passado um do outro.

Estrelado por George Clooney (Gravidade) e Jennifer Lopez (Jack), o longa foi bem recebido pelos críticos, que elogiaram a forma como o diretor conseguiu levar o charme e o jeito sexy do livro para o cinema e como sua narrativa funcionou bem.


Onze Homens e um Segredo (Ocean's Eleven, 2001)



Onze Homens e um Segredo é um remake do filme homônimo de 1960. Na versão de 2001, Soderbergh aproveitou as grandes estrelas que tinha em seu elenco, como George Clooney (Amor Sem Escalas), Brad Pitt (O Homem Que Mudou o Jogo), Andy Garcia (Os Intocáveis), entre outros, para contar uma ótima história, utilizando do humor para aproximar o público dos “anti-heróis”. 

O longa apresenta um grupo de "ladrões de luxo" experientes, que decidem roubar simultaneamente os três maiores cassinos de Las Vegas. A produção foi um imenso sucesso no fim de semana de estreia, agradando os crítico e alcançado a 5ª maior bilheteria de 2001.

Considerado até melhor que a versão dos anos 60, a produção teve mais duas sequências: Doze Homens e Outro Segredo (Ocean's Twelve, 2004) e Treze Homens e Um Novo Segredo (Ocean's Thirteen, 2007), ambas dirigidas por Soderbergh.


O Desinformante (The Informant, 2009) 



O Desinformante é uma adaptação do livro do jornalista americano Kurt Eichenwald. Baseado em fatos, ele traz a história de Mark Whitacre (Matt Damon), um executivo de uma grande empresa norte-americana envolvido em um cartel mundial para o aumento do preço da lisina. O personagem passa a ser informante do FBI e acredita que está colaborando com o bem do país como um “agente secreto”. Com o avanço das investigações, diversas fraudes realizadas por ele são descobertas, e tudo se agrava quando o personagem é diagnosticado com bipolaridade.

Apesar do baixo sucesso nas bilheterias, as críticas foram bastante favoráveis em seu lançamento. Os comentários destacam o fato da história ser baseada em fatos, mas contada com doses de ironia e humor negro.


Magic Mike (idem, 2012)


Inserido na categoria "dramédia", Magic Mike talvez seja o maior sucesso recente de Soderbergh. O longa apresenta a história do garoto Adam (Alex Pettyfer) que entra para o mundo do striptease masculino como uma forma de sobreviver. Ao longo da sua jornada, ele é orientado por Mike Lane (Channing Tatum).

Tatum foi um dos produtores do filme, que tem inspiração em passagens da sua vida pessoal. Antes da carreira de ator, ele trabalhou como stripper em um clube na Flórida quando tinha 18 anos. Todo o enredo envolvendo encontro sexuais, o uso de drogas e outros elementos desse universo consegue ser atenuado com doses de humor ao longo da produção.

Surpreendentemente, Magic Mike foi um grande sucesso no fim de semana de estreia, recebeu excelentes críticas por conta da sensibilidade na direção e a forma que adaptou o universo dos clubes de strip para as telas. Acabou figurando em diversas listas de melhores filmes de 2012, o que rendeu uma continuação, Magic Mike XXL (2015), com o retorno de Soderbergh como editor e diretor de fotografia.

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...