Atlanta | 1ª Temporada


Se tem uma coisa que o público norte-americano adora são as "sitcoms" (situation comedy, ou no nosso bom português, comédias de situação). Por conta da demanda ser tão grande, todo ano surgem novas séries nesse formato, nos diversos canais da TV estadunidense e agora também nos streamings. Porém, nem todas dão a sorte de fazer sucesso e obter a renovação para uma segunda temporada. Não é o caso de Atlanta, que obteve resultado muito acima do esperado para uma temporada de estreia, talvez justamente por não ser uma sitcom propriamente dita.

Exibida originalmente pelo canal FX, a série acompanha o cotidiano de Earnest Marks (Donald Glover). Pouco sabemos sobre o passado de Earn, a não ser que o rapaz estudava em Princeton e decidiu trancar a faculdade para voltar à sua cidade natal, Atlanta. Além disso, ele também é pai de uma garotinha, fruto do ex-relacionamento que se mantém amigável - e por vezes amoroso - com Vanessa (Zazie Beetz), tem pouco contato com os pais e possui um emprego que lhe dá pouquíssimo retorno financeiro. Ao saber que seu primo Alfred (Brian Tyree Henry) está investindo na carreira de rapper, assumindo o nome artístico de "Paper Boi", Earn resolve se envolver na empreitada em busca de mais dinheiro e convence o parente a lhe aceitar como empresário.

Atlanta é um seriado de poucos personagens, mas que são desenvolvidos de de maneira formidável. Apesar de evidentemente haver um foco maior em Earn, a série aproveita bem seus 20 e poucos minutos por episódio para mostrar novos detalhes e informações sobre Paper Boi, Vanessa e Darius (Keith Stanfield), este último é amigo do rapper e acaba convivendo com Earn diariamente por consequência. Darius é hilário e o grande destaque humorístico da produção, roubando a cena diversas vezes apenas com uma frase solta. 

Foto: FX
A estrutura narrativa dos 10 episódios da primeira temporada são todas diferentes entre si, ora se dividindo em mais de uma história no mesmo capítulo, ora focando apenas em mostrar um momento específico do dia de algum dos personagens. Essa liberdade criativa em apresentar formatos diversos faz com que nunca saibamos exatamente o que esperar do episódio seguinte, um diferencial que pode agradar quem gosta de ser surpreendido a cada semana.

Não há exatamente linearidade entre um capítulo e outro. A única noção que temos é de que a caminhada de Earn como empresário, e a de Paper Boi como rapper, parece estar em evolução gradativa. Se no começo os dois negociavam a parceria musical, nos episódios posteriores vemos o reconhecimento do segundo perante a comunidade, participações em eventos com outros famosos e até mesmo sua presença em um talk show, sendo este último exibido no episódio "B.A.N.", o mais engraçado da temporada, recheado de sátiras e críticas sociais.

Aliás, um ponto importantíssimo a ressaltar sobre Atlanta é seu roteiro. A maior parte da temporada é escrita por Stephen Glover (irmão de Donald), mas há outros colaboradores que também contribuem para manter as alfinetadas da série sempre no gatilho. O racismo e a violência, por exemplo, são temas recorrentes, mas há um cuidado especial para não se tornarem maçantes ou repetitivos. Há sempre um novo olhar a cada nova reflexão proposta pela história, quase sempre acompanhada de humor inteligente e carregado de referências. Muitas vezes, até mesmo a trilha sonora (ótima, por sinal) complementa a mensagem do episódio. 


Outro grande parceiro no desenvolvimento da série é Hiro Murai (Legion), o qual assina a maior parte da direção dos episódios de forma bastante competente e dinâmica.

Deixei para citar o elemento mais importante por último. Donald Glover (Community) não apenas interpreta Earn, como também é o criador da série, produtor executivo e, em algumas ocasiões, diretor e roteirista. Sim, se Atlanta se tornou uma das grandes apostas humorísticas do canal FX, é por causa do trabalho fantástico desse homem. A primeira temporada obteve sua renovação duas semanas após a estreia, sendo premiada no Globo de Ouro deste ano, nas categorias "Melhor Série de Televisão Musical ou Comédia" e "Melhor Ator em Série Musical ou Comédia", para Glover, claro.

Motivos não faltam pra você começar a maratonar a primeira temporada, então vá atrás e fique ansioso, junto comigo, para o segundo ano da série!


Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...