Cirque du Soleil | Amaluna


Em curta temporada no Brasil, até 21 de janeiro, o Cirque du Soleil convida o público para conhecer o espetáculo Amaluna, inspirado no empoderamento feminino. Com um elenco de 48 artistas de dez países, sendo 30 mulheres, a produção traz uma história que se passa numa misteriosa ilha governada por deusas e guiada pelos ciclos da lua. 

Amaluna é a fusão das palavras “ama”, que se refere a "mãe" em algumas línguas, e “luna”, que significa "lua", um símbolo de feminilidade que evoca tanto a relação de mãe e filha quanto a ideia de uma deusa e protetora do planeta, além de ser também o nome dessa misteriosa ilha onde esta história mágica se desenrola.

Propondo um tributo ao trabalho e à voz das mulheres, a obra começa com a rainha Prospera preparando o rito de passagem de sua filha, Miranda, para a idade adulta, comandando uma cerimônia que homenageia a feminilidade, a renovação, o renascimento e o equilíbrio, marcando a passagem dessas ideias e valores de uma geração a outra.

Mas uma tempestade leva um grupo de jovens aportar na ilha, entre eles, Romeo, que conhece Miranda e se apaixona por ela. Porém, esse amor será posto à prova. O casal tem que enfrentar inúmeras provações difíceis e superar dramáticos contratempos antes que eles possam alcançar a confiança mútua, fé e harmonia.

Amaluna estreou em 2012 e desde então já passou por 30 cidades de 10 países e teve mais de 4 milhões de espectadores. É um show repleto de deusas, com uma história romântica apaixonante, que representa a forma feminina, e, diferente do circo tradicional, onde a figura da mulher é a beleza, uma imagem de símbolo sensual, aqui é ela, ou melhor, são elas que comandam o espetáculo e quebram esse paradigma e outros pensamentos machistas.

Além da novidade de trazer um elenco composto na maioria por mulheres, a banda toda também é 100% feminina e toca músicas de arrepiar, que influenciam totalmente no clima da apresentação porque, afinal, é um show audiovisual. Para quem quiser conferi-lo, aqui estão as informações:

Localização: Parque Olímpico - Av. Embaixador Abelardo Bueno, altura do número 5.001, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro

Horário:  Quinta, às 21h. Terça e Sexta, às 16h e às 20h. Sábado, às 16h30m. Domingo, às 16h.

Preço: R$ 250 (setor 3), R$ 320 (setor 2), R$ 380 (setor 1) e R$ 700 (setor vip). Até 21 de janeiro.

Classificação: Livre

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...