Sherlock - 2ª Temporada


Há alguns dias comentei sobre a série Sherlock, drama da BBC de Londres que atualiza as histórias do famoso detetive de Baker Street para tempos contemporâneos. Em sua 1ª temporada (a qual falei sobre os três episódios AQUI), o seriado soube estabelecer muito bem a dinâmica entre os personagens e a estrutura narrativa da série, o que possibilitou um ótimo gancho final para que os fãs aguardassem ansiosamente por novos episódios. E a espera valeu a pena. Em sua 2ª temporada, Sherlock mantém o nível do ano anterior e evolui em seu estilo de forma muito bacana, acrescentando ainda mais referências aos personagens que tanto gostamos.

Daqui em diante comentarei a respeito dos episódios individualmente, possivelmente revelando algum ponto importante da trama. Por isso, se você ainda não assistiu, Spoiler Alert!

Sherlock Holmes e Irene Adler
S02E01 - A Scandal in Belgravia

Retomando a série do exato momento em que foi interrompida na temporada passada, a trama acerta ao apresentar uma forte personagem, que abalará as estruturas de Sherlock. Irene Adler (Lara Pulver) é uma espécie de prostituta de luxo, conhecida em Londres por realizar as mais absurdas fantasias de seus clientes riquíssimos. Ela utiliza de seus "atributos" para colher informações vitais de seus clientes e guardá-las em seu celular, fato que acaba levando Mycroft Holmes (Mark Gatiss) a procurar seu irmão mais novo, pois parece que um membro da família real andou se envolvendo com a moça. O episódio é excepcional, a dinâmica entre os personagens não poderia ser melhor. Destaque para as referências que vão surgindo, como Watson publicando as histórias da dupla em um blog, que começa a torná-los famosos. Em determinado momento, na tentativa de se esconder dos paparazzi, Sherlock Holmes cobre o rosto com o clássico chapéu que o personagem é conhecido, o que deve ter agradado qualquer fã. A sombra de Moriarty continua pairando no ar, e o desfecho do episódio (Um Escândalo na Belgravia) é ótimo.

Mycroft Holmes e John Watson
S02E02 - The Hounds of Bakersville

Assim como na temporada passada, o segundo episódio (Os Cães de Bakersville) foi o que menos me agradou, por levar os personagens para fora de Londres para investigar boatos da aparição de um cão gigante que estaria assombrando o bosque de Bakersville. O tom de mistério fantasioso ao meu ver não funciona muito bem, visto que, já conhecendo a abordagem da série, fica fácil percebermos que a solução para o caso só poderia tomar rumos "científicos". No entanto, é interessante notarmos o dilema vivido por Sherlock, que em certo ponto do episódio chega a cogitar a existência do tal monstro. John Watson continua sendo o contraponto perfeito ao protagonista, e a narrativa termina com um gancho confuso, mas que já nos prepara para o que vem pela frente no season finale.

James Moriarty
S02E03 - The Reichenbach Fall

O S02E03 (A Queda de Reichenbach) é daqueles episódios que faz cair o queixo e te deixa com inúmeros pontos de interrogação na cabeça, aguardando pela próxima temporada. James Moriarty retorna a cena com mais um plano para derrubar Sherlock, dessa vez, o "consultor criminal" resolve por em cheque a reputação do detetive. Seu plano é simples, fazer com que todos ao redor de Holmes fiquem em dúvida com relação a sua verdadeira índole, fazendo com que a população de Londres, a Polícia e os amigos do mesmo comecem a desconfiar de que, na verdade, Sherlock seria o autor de todos os crimes que desvendou até hoje. Os embates entre Holmes e Moriarty são muito bem dirigidos e interpretados, com o segundo pendendo para a insanidade, o que o distancia tanto do primeiro, frio na maior parte do tempo. A resolução da trama é ótima, evocando novas referências ao universo do personagem de forma a conseguir deixar o espectador em dúvida do que realmente aconteceu. Afinal, Sherlock morreu? O take final deixa claro que não, então a pergunta agora é outra. Como ele forjou sua morte? Essa pergunta deve ser respondida no segundo semestre de 2013, quando deve estrear a 3ª, e possivelmente ultima, temporada da série. A certeza que fica é que Sherlock continua sendo um drama de alto nível, o que alimentará as expectativas até a estreia dos novos episódios. E que a excelência seja mantida, para que a série se encerre de forma digna, da mesma forma que iniciou.

Gostou do post? Curta, comente, dê sua opinião, compartilhe! Ajude a divulgar o CINÉFILO SANTISTA! Você também pode assinar o feed do blog para receber os novos posts em seu e-mail, basta clicar no botão do feed na coluna da direita e se cadastrar :)

Comentários

Postar um comentário

Gostou, não gostou, quer conversar sobre? Comenta aí!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...