Top 5: Personagens Femininas Marcantes


Comemorando o Dia Internacional da Mulher, minha singela homenagem, um Top 5 com as personagens femininas que mais me marcaram nos últimos 10 anos. Muitas ficaram de fora, uma posição ou outra pode estar trocada, mas a verdade é que essas talentosas atrizes viveram seus papéis de forma incrível, e ficaram eternizadas na história do Cinema e na minha memória. Um feliz dia internacional da mulher para as leitoras do CINÉFILO SANTISTA!


Maya | A Hora Mais Escura (2012)

O que dizer da agente da CIA que encontrou o terrorista mais procurado do mundo? Jessica Chastain interpretou Maya com grande energia, construindo uma personagem (fictícia) forte, de confiança inabalável, e que reinou num ambiente dominado por homens. Entre as cenas mais marcantes de A Hora Mais Escura, cito o momento em que ela aguarda sozinha no patio escuro enquanto os helicópteros levantam voo para a mais importante operação secreta militar americana nos últimos 10 anos, talvez décadas. A cena de encerramento do filme também retrata com primor o que foram aqueles anos de busca interminável.


Hit-Girl | Kick-ass - Quebrando Tudo (2010)

Ela é apenas uma garotinha, mas também é uma arma letal. A personagem mais marcante de Kick-ass - Quebrando Tudo é, sem dúvida, a Hit-Girl interpretada por Chloë Grace Moretz. A atriz mirim viveu a personagem com uma energia impressionante, convincente, protagonizando cenas de luta, tiros, e frases de efeito a vontade. Uma interpretação realmente boa, de uma jovem que tem muito potencial para crescer na indústria cinematográfica a cada dia. Cenas como o resgate ao Big Daddy e Kick-ass, o golpe da colegial ao som de western e a briga contra os capangas na cobertura estão marcadas pra todos os amantes das adaptações de quadrinhos. E Hit-Girl retorna em breve com Kick-ass 2.


Nina | Cisne Negro (2010)

Uma garota pudica, recatada, que busca a perfeição na sua maior paixão, o ballet. No entanto, para conseguir o papel que sempre sonhou, o Cisne Negro do título, Nina precisa se transformar, dentro e fora dos palcos. E assim o espectador viaja na jornada de mutação da personagem, sem saber ao certo o que é real e o que é obsessão. O filme é uma obra prima de Darren Aranofsky, e Natalie Portman merecidamente venceu o Oscar de melhor atriz daquele ano. Momentos como a transformação literal da moça em um cisne, ficarão ainda por muito tempo em minha lembrança.


Miranda Priestly | O Diabo Veste Prada (2006)

Maryl Streep sendo Maryl Streep, ou seja, nada menos que genial. Miranda Priestly é o tipo de  vilã que amamos odiar. Suas ações, arrogância, olhares, jeito de falar, trejeitos, são conduzidas brilhantemente por Streep, nessa que certamente é uma de suas personagens mais marcantes. É justamente quando a virada da trama acontece em O Diabo Veste Prada, que ratificamos o excelente trabalho da atriz, quando todo o "muro" que protegia Miranda vem abaixo, e conhecemos uma outra pessoa, cheia de falhas e pesares. Maryl, aliás, esteve concorrendo ao Oscar de melhor atriz daquele ano, não venceu por um capricho da Academia.


Clementine | Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças (2004)

Ah, essas mulheres que trocam de personalidade como trocam a cor do cabelo. Mas, talvez, essa frase faça mais sentido ao contrário quando falamos de Clementine Kruczynski. Interpretada de forma incrível (como é de costume) por Kate Winslet, a personagem de Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças já se destaca por seu visual marcante, que curiosamente é o contraponto de uma personalidade insegura e inquieta. Um filme brilhante, com personagens belíssimos, falando de amor, de lembranças, de relacionamento. Enfim... o primeiro lugar do Top 5 não poderia estar em melhores mãos.

Comentários

Postar um comentário

Gostou, não gostou, quer conversar sobre? Comenta aí!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...