Game of Thrones 4x02 | The Lion and the Rose


[spoilers]
Cá estou eu novamente após mais um incrível episódio de Game of Thrones. Tem sido uma batalha árdua assistir aos capítulos sem levar uma enxurrada de spoilers internet à fora, o que é uma pena. Há pessoas que parecem sentir prazer em estragar a experiência dos outros. Um fato que não poderia deixar de ser mencionado, mas que empalidece perante a grandiosidade dessa série da HBO.

Bran
Tivemos uma breve, porém significativa, aparição do jovem Stark. Se por um lado é inevitável constatar que seu interprete cresceu bastante de tamanho de uma temporada para outra, por outro, é importante perceber o quando suas habilidades "especiais" também se aprimoraram. Bran parece querer fugir de sua realidade vivendo na mente dos animais, o que é perigoso, mas compreensível de sua parte. Interessante a visão que o garoto teve ao encostar na árvore. Foi nostálgico ver Ned, ao passo que a curiosidade pelo que vem pela frente aumento, ao ver a sombra de um dragão sobre Porto Real.

Theon
O quão perturbador foi ver no que Theon se tornou? Confesso não ter tido pena de seu sofrimento na temporada passada, justamente pela traição cometida a casa Stark. No entanto, presenciar o resultado final de sua tortura foi incômodo. Ainda que pareça por completo o "Fedor", cria do bastardo de Bolton, ficou claro que ainda resta um vestígio de Greyjoy, quando mesmo descobre a morte de Robb. Estou curioso por seu destino, talvez tenha a chance de se redimir.


Davos
Outra breve aparição foi a de Sor Davos, dando prosseguimento a história em Pedra do Dragão. Confesso que essa é a trama que menos me atrai, muito em função do personagem Stannis ser extremamente chato, na falta de um adjetivo melhor. Parece que ele nunca cansa de "dar o bote errado". Melisandre, por sua vez, sempre desperta curiosidade. Sua aproximação para com a pequena Baratheon me preocupa, pois simpatizo bastante com a menininha.

Jamie
Seguindo sua jornada na intenção de retomar seu "status", o Regicida agora tem aulas de combate com Bronn, o fiel escudeiro de Tyrion, que parece sempre estar disposto a ajudar o irmão. Jamie mostra-se sempre um personagem fascinante, pois ainda que simpatizemos de certa forma com ele, logo voltamos a reprovar suas ações, como acontece na cena em que o mesmo tenta amedrontar Loras. Sem sucesso, diga-se de passagem. É bom ele tomar cuidado, pois Cersei já se aproximou de Brienne.


Sansa
Pobre Sansa. Sei que muitos não gostam da personagem, mas eu não canso de partir meu coração ao vê-la sofrendo toda vez que é posta em situações que a fazem lembrar da perda dos familiares. O teatro sádico de Joffrey foi exatamente isso. Ao menos ela foi levada pelo Bobo ao fim do episódio. Tenho fé que ela será ainda muito importante para a trama.

Tyrion
Pobre Tyrion. Seu calvário também parece não ter fim. Impossibilitado de ficar com a mulher que ama, ao ponto de ter que fazê-la acreditar que ele a odeia, somente para salvá-la e mandá-la para longe dali. Parece que o único que ainda o respeita é seu irmão Jaime, e isso fica claro de forma bastante singela. Percebam como os irmãos, ainda que de estaturas completamente distintas, ficam na mesma altura quando sentados a mesa (imagem acima). O Regicida senta-se de forma curvada, quase deitando a cadeira, claramente na intenção de igualar a altura do irmão.

Mas o sofrimento do Meio-Homem parece estar só começando, agora que se tornou o principal suspeito do assassinato de Joffrey. Sim, senhoras e senhores, enfim tivemos o prazer de ver aquele filho de uma p... garoto definhar perante seu próprio orgulho e sadismo. Toda a cena do aguardado Casamento Roxo foi de uma tensão crescente, pois sabíamos que algo de impactante aconteceria. Confesso que fiquei levemente frustrado, pois esperava que o Rei morresse de forma mais impactante, de preferência pelas mãos de um Stark, mas GoT já mostrou que o óbvio não é algo comum à trama. Mas quem foi o responsável? Estou certo que Tyrion não foi. Suspeito do Bobo, que parecia saber o que acontecia, mas, principalmente, suspeito de Cersei. A morte de seu filho era a única forma de mantê-la Rainha, e sabemos o quanto o poder lhe seduz. Isso fica claro em seu diálogo com Oberyn Martell.

Nos resta aguardar e continuar acompanhando essa fantástica jornada. Até semana que vem.

Curta nossa fanpage no Facebook e seja o primeiro a saber quando as próximas reviews serão postadas.

Comentários

Postar um comentário

Gostou, não gostou, quer conversar sobre? Comenta aí!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...