The Walking Dead: 4ª Temporada


Olá, eu sou o Edu e farei as reviews da quinta temporada dessa série que todos amam (ou não) para o Cinéfilo em Série, esse blog lindo e espetacular do meu amigo Daniel, o Governador. Pensei que seria interessante começar fazendo um resumo dos acontecimentos da quarta temporada e o que achei sobre. Vamos lá?

Acredito que a primeira parte da quarta temporada, composta por oito episódios, foi um modo do novo showrunner arrumar a casa que tinha sido completamente destruída na ultima parte da season três (na minha opinião). Rapaz, episódios ruins culminando numa season finale péssima. Agradeci aos deuses zumbis pela troca do showrunner. Esse novo (Scott Gimple) já havia dado diversas entrevistas de que a adaptação teria muito da HQ (coisa que a terceira temporada pecou demais, já que desviaram totalmente do propósito dos quadrinhos), que era para os fãs não se preocuparem e tal. Ficou perceptível que ele tentou arrumar a cagada feita anteriormente (já perceberam que adorei a season 3 né? :P ) e digo que ele fez muito bem, com episódios focados no Governador (coisa que deveria ter sido feita na temporada passada, mas...) e o espetacular ataque do mesmo a prisão (dessa vez muito bem feita). Tivemos diversas referências a cenas icônicas da HQ, como o ataque dos zumbis a Tyreese, governador gritando “KILL THEM ALL”, o tanque e por aí vai. 

Vamos aos acontecimentos: 

Na primeira parte da temporada, vemos o grupo do Rick tentar se restabelecer na prisão logo depois do ataque FLOP do Governador, se passaram 30 dias e eles estão plantando verduras, legumes, maconha e criando porquinhos para se alimentar desses futuramente. Greg, da série “Todo mundo odeia o Cris” não toma o xarope da Rochelle e morre no banheiro. Era o início de uma epidemia. Muitos estavam morrendo, e Carol, com o intuito de parar a epidemia mata dois doentes que eram conhecidos de Tyreese, o que o deixa bem puto. Devido a esse acontecimento, Rick expulsa Carol da prisão e manda ela se virar sozinha. Nesse meio tempo, conhecemos mais um pouco do Governador, e acontecimentos que antecederam o ataque a prisão pela 2ª vez, mostrando sua habilidade na manipulação de pessoas para seus propósitos. No ataque, o caolho decepa a cabeça de Hershell, a porra toda fode, tiros, porradas e bombas para todos os lados e um episódio ótimo estava sendo visto por nós. O Governador morre depois de uma luta com Rick, um tiro de Lily e uma espadada de Michonne. O grupo da prisão foi separado e os walkers, como de praxe na serie, invadiram a prisão.

A 2° parte da temporada foi focada na fuga da prisão com os personagens separados e nos dramas de cada um deles até a chegada de um novo local, chamado “Terminus”. Não nego que adorei esse foco mais dramático na série, cada um dos personagens mostrando seus dilemas. Foi nessa parte, exatamente no 14° episódio, que veio o meu capítulo favorito da temporada, chamado “The Groove” (o ataque da prisão foi o segundo melhor dessa season), tanto que a atriz que interpreta a Carol (Melissa McBride) foi indicada em algumas premiações devido a essa trama. Foi ai que vi muitas críticas do pessoal que assiste a série, querendo mais ação e menos mimimi, e percebo que muita gente assiste ao seriado sem saber o seu real propósito, que pra mim sempre foi o foco nos personagens sobreviventes, e não nos walkers querendo uma carne fresca.

Os grupos foram divididos dessa forma: Rick, Carl e Michonne (mais um episódio com referência a HQ, quando Carl aponta a arma para o pai achando que ele tinha virado um Walker), Daryl e Beth (que foi sequestrada e não sabemos onde ela está até o momento), Glenn, que se aliou com Tara (LINDA!) e no caminho encontrou um novo grupo de personagens (Abraham, Rosita e Eugene), Bob, Sasha e Maggie e Carol, Tyreese, Lizzie, Mika e Judith. Logo após o sequestro de Beth, Daryl se une aos reivindicadores, um grupo que está atrás de Rick logo que sabem que ele matou um dos seus companheiros. Obviamente que tudo dá certo para eles no final, os reivindicadores se fodem e Rick admite que considera Daryl como um irmão. Meigo. Glenn, juntamente com Tara, encontra o novo grupo, que está indo a Washington devido aos argumentos de Eugene, que sabe o motivo que iniciou o caos e tem uma possível cura! No caminho, eles encontram Bob cachaça, Sasha e Maggie.


Carol toma a difícil decisão de matar Lizzie, após ver a mesma matando sua irmãzinha, dizendo a frase “olhe para as flores”. Um episódio dramático, forte, um episódio que mostra a real essência dessa série, e que poucos infelizmente têm em mente. No final, todos se encontram em Terminus, e acabam descobrindo que na verdade aquilo tudo, as placas indicando que tudo estaria bem no local, na verdade era uma armadilha de um grupo de canibais e eles seriam apenas mais carne para a refeição deles. Claro que Rick e seu grupo não pretendem deixar barato, e a temporada termina com ele dizendo “eles vão se sentir idiotas quando descobrirem que estão mexendo com as pessoas erradas”. Clichê esse tipo de frase? Sim, porém F-O-D-A.

Como eles vão escapar dali? Como será a quinta temporada da série? Será que vai manter a qualidade da quarta? Bob cachaça beberá alguma pinga nessa season? Vamos todos saber essas respostas a partir do dia 12 de outubro. Espero que todos vocês acompanhem as reviews que farei para o blog. Nos veremos na season premiere!

Caso queriam mais detalhes, eu fiz vídeos-reviews dos episódios finais da quarta temporada, vocês podem ver na playlist de meu canal no YouTube, o Cinemagens. É só clicar AQUI!

Também escrevi reviews para o blog Diário de Seriador, dos episódios 4x01 ao 4x11, leiam se possível.

Até a próxima!

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...