Game of Thrones 5x03 | High Sparrow


[spoilers]

Até o presente momento essa temporada de Game of Thrones não vem se mostrando bombástica como no ano passado, com grandes e impactantes acontecimentos, o que parece confirmar a afirmação de muitos leitores que dizem que os livros 4 e 5, são obras de transição para algo maior que virá a seguir. Se isso se confirmar, serão precisas grandes atuações e direções para que os espectadores mantenham-se empolgados com a trama, como aconteceu nesse High Sparrow.

Sansa
Amo quando as tramas dos personagens começam a se entrelaçar, como aconteceu agora com Sansa, Fedor (Theon, para os íntimos) e os malditos Bolton. Fiquei bem bravo quando percebi que Mindinho havia prometido a jovem Stark ao bastardo Ramsay, afinal, já não bastou o que a garota sofreu com seu antigo prometido (Joffrey, que esteja queimando no inferno), agora terá que lidar com outro perturbado? No entanto, quando ele discursou sobre como Sansa deveria vingar sua família, por mais que eu saiba que há um imenso interesse do mesmo por trás, não nego que abracei a ideia. Sou órfão dos Starks, confesso. O Norte se lembra.

Brienne
Ali perto tivemos mais uma cena de Brienne e Podrick falando sobre a função de escudeiro, algo que soaria repetitivo, se não tivéssemos dois grandes momentos de ambos. Primeiro Pod discursa sobre seus antigos "protegidos", e vê-lo falando com carinho de Tyrion é sempre muito bacana. Já Brienne fez um emocionante discurso sobre seu passado, e conseguimos entender o porquê de sua devoção ao falecido Renly Baratheon. E, claro, o momento em que comentam a sexualidade do antigo "Rei" foi bem divertido.


Arya
Bem longe dali tivemos a oportunidade de acompanhar um pouco mais da jornada de Arya dentro da Casa do Preto e Branco. Ainda está bem difícil entender o que de fato acontece ali, me parece uma espécie de religião ou algo semelhante, mas sempre muito instigante e, por que não, assustador de certa maneira. Quando Jaqen H'ghar questionou a postura da caçula Stark em não se livrar dos bens materiais que a prendiam a sua identidade, vimos Arya se despedir de todos os seus pertences, exceto a Agulha. E como foi linda a cena em que a garota exitou em se desfazer da espada que ganhou de presente de seu irmão Jon, ao qual tem imenso carinho. Comemorei quando escondeu a arma entre as rochas. Aposto que ela voltará em breve para buscá-la.

Jon
Na grande muralha, acompanhamos os primeiros momentos de Jon como Comandante da Patrulha da Noite e, como era de se esperar, não foram momentos fáceis. Perante a insubordinação de Lorde Janos, foi obrigado a executá-lo, numa cena muito representativa, que me lembrou de dois momentos: quando Ned Stark, lá no primeiro episódio da série, executava a sentença que ele havia dado; e também os recentes acontecimentos em Meereen, quando Daenerys executou um prisioneiro que também pedia clemência.

E como não ficar um pouquinho triste quando Snow recusou a proposta de Stannis? Parece que não veremos um Jon Stark, afinal, pois a honra do rapaz parece inabalável, o que o assemelha demais a Ned, algo que o Rei Baratheon fez questão de lembrar de forma pejorativa. Davos, por sua vez, não perdeu a oportunidade de proferir algumas sábias palavras a Jon, o que me leva a crer que ele os ajudará de alguma forma.


Cersei
Porto Real sempre foi um covil de cobras, disso todos sabemos, mas parece que com a morte de Tywin, temos uma terra de ninguém, onde todos querem seu pedaço de pão. O casamento do Rei Tommen Baratheon com Margaery Tyrell consolidou a popularidade da segunda, que agora vem aliada ao poder da mesma como rainha. Cersei, que não é boba, tem adotado uma postura extremamente política, mas não tenho dúvidas que ela dará o bote na primeira oportunidade que tiver. A cena em que as duas são simpáticas uma com a outra foi um dos melhores momentos desse 5x03, pois víamos nos olhos das atrizes o quanto elas se odeiam. Grandes atuações.

Estou curioso para saber o porquê do interesse da Rainha Mãe no Alto Pardal, que deu título a esse episódio. E a julgar pelo interprete do personagem, o saudoso Jonathan Pryce, podemos esperar uma boa participação do mesmo na trama.

Tyrion
Por fim, tivemos mais um vislumbre da trajetória do Meio-Homem para se encontrar com Daenerys. Sua ânsia por sair da carruagem acabou levando ele e Varys a um bordel local (com direito a cosplay da Dany), onde tivemos alguns bons momentos do grande Peter Dinklage, que parece não cansar de se destacar. A cena em que recusa os "tratamentos" da prostituta foi tocante. Notaram como a mesma se vestia de forma bastante parecida com Shae? Ficou claro o motivo da recusa.

Encerrando o episódio, tivemos uma cena meio repentina, com Jorah Mormont sequestrando Tyrion. Ao que me parece, o eterno friendzone vai levar o anão até a Mãe dos Dragões, na esperança de que a mesma o perdoe. Algo me diz que isso não adiantará, porém vamos aguardar.

Até semana que vem!

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...