Game of Thrones 5x08 | Hardhome


[spoilers]

É inegável que essa é uma temporada bastante irregular de Game of Thrones. Foram vários episódios que deixaram a desejar, até que chegamos a este Hardhome, um capítulo irretocável, e que eleva a série a um novo patamar no que diz respeito as cenas de ação e efeitos especiais. E se engana quem pensa que o episódio foi tão bom por conta do tenso embate final. Houveram diálogos e situações especialmente inspirados também.

Arya
Foi muito interessante ver Jaqen treinando Arya para ser um outro alguém. A montagem, que mesclava a vivência da jovem como vendedora de ostras e os ensinamentos de seu "mestre", foi muito bem feita, fazendo com que o espectador compre a ideia do que ali assistiu, mesmo com pouco tempo de tela. A jovem Stark está se tornando uma assassina, e é bacana que os roteiristas tenham a preocupação de mostrar a personagem se livrando de pessoas de moral duvidosa ou em doenças terminais. A série não pode fazer com que nos afastemos do ideal da garota e estou bastante curioso para descobrir seu destino ao fim dessa temporada.

Sansa
Em Winterfell tivemos mais um encontro entre Sansa e Fedor, na "prisão" em que a jovem Stark se encontra. Ambos os atores, como de costume, estão arrasando em suas interpretações, algo que nunca é demais destacar. Quando ela descobre que Bran e Rickon não estão mortos, é possível ver em seus olhos um olhar esperançoso de que as coisas podem mudar um dia (é o que todos queremos). E que bela cena aquela em que Sansa segura Theon pelo rosto, contra a luz. Game of Thrones sempre nos entregando fotografias de beleza singular. Enquanto isso, os Bolton tramam uma emboscada para Stannis.


Cersei
Em Porto Real, a Rainha Mãe segue sendo humilhada pela Fé Militante. Trancafiada em sua cela escura, ela recebe constantes visitas de uma septã que insiste em ter sua confissão, uma possibilidade que o orgulho de Cersei parece nunca permitir. E que cena fantástica aquela em que a personagem bebe a água derramada no chão, quase uma catarse conjunta para aqueles que odeiam a personagem. Me pergunto qual será seu destino após tamanha humilhação, e isso é outra coisa boa desse episódio, nos deixa intrigados para o que vem a seguir.

Tyrion / Daenerys
Mais do que promover o encontro de dois personagens fantásticos, a "aliança" de Tyrion e Daenerys mostrou-se extremamente necessária para o desenvolvimento do arco narrativo de ambos, que encontravam-se perdidos em suas jornadas. Foi interessante notar, logo na primeira cena dos dois, como o diretor enquadra o grande salão da Mãe dos Dragões pelo ângulo oposto ao qual estamos acostumados, numa clara demonstração visual de que as coisas mudarão dali pra frente.E que diálogos fantásticos do Meio Homem, provando que seu poder de persuasão continua inabalável. Na cena em que ambos estão sentados à mesa, foi possível acompanhar o interesse de Daenerys crescendo, até convidá-lo para ser seu conselheiro.

Sor Jorah, por sua vez, foi novamente expulso de Meereen, graças a intervenção de Tyrion (do contrário teria sua cabeça cortada). Não sei vocês, mas fiquei com dó de Mormont, apesar de sua traição, sua adoração por Khaleesi é legítima, e levando em conta a doença que adquiriu, torço para que ele encontre alguma redenção antes do fim.


Jon
Quem estava preparado para o que aconteceria nesse ato final do episódio? Eu sei que eu não estava.

Toda a trajetória de Jon Snow vem convergindo para que ele se torne um grande líder, e isso foi ratificado nessa incrível batalha. Todo o tempo temi pela vida do Lorde Comandante da Patrulha da Noite, e vê-lo derrotar aquele White Walker com a Garralonga foi uma sensação semelhante a que tive ao assistir Aragorn derrotar o primeiro Uruk-hai, em O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel (vibrei no sofá), e isso é ótimo, pois havia ali um oponente a se temer. Me pergunto se aço valiriano é um elemento que mata White Walkers ou se a espada de Jon tem algo especial.

O design de produção e os efeitos especiais estiveram irretocáveis, e temos de agradecer pelo aumento de orçamento da série, que possibilita esse tipo de cena. Gostei particularmente do momento em que o gigante entrou no embate, destruindo zumbis como se não houvesse amanhã. E que encerramento fantástico quando vemos o (possivelmente) Rei da Noite ressuscitar os mortos perante os olhos dos selvagens e da Patrulha.

Nada será como antes após esse episódio, amigos. O inverno finalmente chegou. E que esse excelente nível seja mantido nessa reta final de temporada, pelos deuses antigos e novos.

Comentários

  1. Esqueceu de comentar a parte em que as crianças "zumbis" aparecem

    ResponderExcluir
  2. Achei tbm interessante que a Arya escondeu a espada em alguns episódios anteriores e o "mestre" muito provavelmente sabe disso. Por isso achei interessante quando ela fala que ela não está pronta para se tornar NINGUÉM mas OUTRO ALGUÉM.
    Mas... Acontece... Quem já entendeu o enrredo LIVRO /SÉRIE sabe que ainda tem mto pela frente e NINGUÉM ESTÁ SEGURO.

    ResponderExcluir
  3. Medo desse "ninguém está seguro". hahaha

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Gostou, não gostou, quer conversar sobre? Comenta aí!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...