REVIEW | Invasão Zumbi


Invasão Zumbi (Train to Busan) fez um grande alvoroço na crítica internacional e hoje estreou aqui no Brasil. Filmes de zumbi não são nenhuma novidade, mas o que há nele que o difere dos demais? O hype é justificável? Eu digo que sim. 
O longa fala sobre uma viagem de trem a Busan que Seok-Woo (Gong Yoo) faz com sua filha Soo-Na (Kim Su-an, ótima) para ver a sua mãe e passar o dia com ela, tentando compensar a negligência dele próprio no aniversário da garotinha, quando dá um presente repetido para a garota. Antes do trem partir ocorre o primeiro ataque das pessoas que já estão infectadas na estação e uma delas consegue entrar no trem. Dessa forma os passageiros terão que achar uma forma de sobreviver lidando com essa situação. 

O filme mostra de forma muito bem trabalhada, como as pessoas se comportam em situações como essa, tendo de lutar pela sobrevivência. Vemos pessoas se ajudando, mas também pessoas que só pensam em si mesmas, refletindo a sociedade atual e confirmando assim, que a ameaça da história não são apenas os zumbis. Uma mensagem relevante sobre valores humanos, além de mostrar diferenças socioeconômicas e como isso também reflete na no convívio social (isso mesmo que você pensou, rico menosprezando pobres).


As atuações são ótimas, farão você se importar com os personagens. Devido as circunstâncias, você certamente acabará odiando alguns deles também, uma qualidade louvável do roteiro. O elenco é renomado no cinema sul-coreano e estão todos muito bem, mas o destaque, sem dúvida, é a atriz mirim Kim Su-Na. Destaque nos três atos do filme, mas principalmente no ato final. Você ficará surpreso com tantas emoções sentidas assistindo uma obra com temática zumbi.

A qualidade visual também ajuda e muito. O trabalho de maquiagem é ótimo e aterrorizante, os efeitos especiais são bons e a fotografia ajuda na criação do suspense em muitas cenas. A atmosfera claustrofóbica é incrivelmente bem trabalhada, já que o filme se passa praticamente todo dentro daquele trem.

Invasão Zumbi não tenta inventar a roda, porém trabalhar elementos já visto em outras obras da mesma temática de uma forma diferente e que consegue emocionar, mesclando drama, suspense e cenas de ação de maneira eficiente. Créditos também para a direção de Sang-ho Yeon e também a ótima trilha sonora.

Muitos falam que é um Guerra Mundial Z que deu certo e eu não discordo. Já está na minha lista de melhores filmes com a temática zumbi. Aliás, o longa foi tão bem recebido que já recebeu a encomenda de um remake para o cinema norte-americano. Pelo histórico, sabemos que a qualidade provavelmente não será a mesma (alô, Oldboy). Aliás, fica a minha sugestão para assistirem mais filmes sul-coreanos. Não julgue um livro pela capa, o cinema de lá costumeiramente trás ótimos trabalhos para a sétima arte.

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...