Game of Thrones 7x02 | Stormborn


SPOILERS!

Cá estamos nós para mais uma review de Game of Thrones. Esse segundo episódio deixou claro o que já esperávamos: não teremos tempo para enrolação nessa sétima temporada, afinal, teremos apenas 7 episódios. Após estabelecer as peças no episódio passado, Stormborn promoveu novos e interessantes encontros, ao passo que desenvolveu situações criadas anteriormente. Mas vamos ao que interessa.

Daenerys

Estabelecida em Pedra do Dragão, nossa Khaleesi não pretende ficar lá por muito tempo. Tivemos a oportunidade de conhecer a estratégia de Tyrion, que pretende cercar Porto Real ao invés de ataca-la sem qualquer escrúpulo, matando inocentes. Mais que isso, veremos a casa Targaryen batendo de frente com Rochedo Casterly, o lar dos Lannister, e que até então não havia dado as caras na série. Evidentemente, nada será tão fácil como parece, visto que Olenna Tyrell já está plantando sementes na mente da Rainha.

Daenerys, por sua vez, resolve perdoar Varys e Melisandre, entendendo que ambos podem ser valiosos para seu reinado. Resolve inclusive aceitar os concelhos da sacerdotisa vermelha e convoca Jon Snow para se ajoelhar perante seu reinado, afim de firmarem uma aliança. E quem viu o preview do próximo episódio já sabe que isso não demorará a acontecer. A Mãe dos Dragões caminha sobre a fina linha entre ser uma governante admirável ou alguém obcecada pelo poder a qualquer custo. O que ela certamente não contava era ver parte de seus planos frustrados por Euron Greyjoy, que agora possui Ellaria Martell e Yara Greyjoy como reféns.

Aliás, esse núcleo serviu pra mostrar que mais vale uma língua de um Verme Cinzento do que a virilidade de um Theon Greyjoy.


Sam

Se tem um personagem que não imaginava ganhar tanta importância, certamente seria Sam Tarly. Sua estadia na Cidadela tem sido bastante interessante, não só por sua divertida interação com o Arquimeistre, mas principalmente pelo encontro com Sor Jorah. Parece que suas experiências com a Patrulha da Noite de fato serviram para que o rapaz adquirisse a coragem necessária para dar os passos que sempre quis dar, mesmo que sempre alguém diga para ele não fazê-lo. Adorei o fato dele querer ajudar Jorah ao se dar conta de que ele era filho de seu antigo comandante. E que agonia vê-lo cortar a pele cheia de pus do Mormont. Se vai dar certo? Ninguém sabe. Mas torço imensamente para que sim, seria incrível para a trama de ambos os personagens.

Cersei

Em Porto Real, tivemos o vislumbre de como a Rainha Cersei está traçando sua estratégia para defender a cora, convocando casas juramentadas, para traírem seus juramentos. Isso ficou bem evidente quando Jamie abordou Randyll Tarly, o pai de Sam. Ofendido pela proposta e defendendo sua honra perante a casa Tyrell, o Lorde de Monte Chifre exita a principio, mas dúvida que ele não aceite a proposta do Regicida, afinal, não resta muita escolha se quiser manter sua casa viva em meio ao caos que se instaura aos poucos.

A Rainha Lannister, por sua vez, já está pensando em como se livrar dos dragões de Daenerys, mandando construir bestas gigantes para empala-los, uma estratégia que, convenhamos, pode se mostrar efetiva. E que cena bacana nos porões do castelo, onde são guardadas as ossadas de dragões, algo que não víamos desde a primeira temporada, se não estou equivocado.


Jon

Em Winterfell, Jon Snow recebe mais uma convocação para jurar lealdade a um dos lados, dessa vez de Daenerys. Somando a informação que recebeu de Sam sobre Pedra do Dragão, o Rei do Norte resolve aceitar encontrar-se com a Rainha Targaryen afim de discutirem o futuro de suas casas, uma reunião que pode dar muito certo ou muito errado. Três momentos antes da partida do bastardo merecem destaque. O primeiro, a lembrança do encontro de Jon e Tyrion na primeira temporada, de longe um dos melhores momentos da série e dos livros ("todo anão é um bastardo aos olhos dos pais"). O segundo, a decisão por deixar Sansa no comando do norte durante sua ausência. Uma decisão lógica e que agradou muito a garota, mas que pode se mostrar arriscada perante o impulso por vingança que Sansa nutre no momento. O terceiro, claro, Mindinho. Até quando ele ficará rodeando os Stark? Sua presença pode parecer inofensiva a principio, mas aguardemos.

Arya

E quem diria que veríamos o Torta Quente de volta, não é verdade? Seu reencontro com Arya foi divertido e informativo, uma vez que ele foi o responsável por dar a noticia para a jovem Stark de que os Bolton perderam a Batalha dos Bastardos e Jon era o novo Rei do Norte. Foi interessante perceber que, bastou a minima lembrança de seu irmão e de seu lar, para Arya abandonar o impulso de vingança e automaticamente mudar seu destino do sul para o norte. Cena conduzida pela excelente trilha sonora da casa Stark, que sempre arrepia qualquer espectador "nortenho". Afinal, o Norte se lembra.

O que nos leva ao último destaque desse 7x02. Afinal, Arya reencontrou ou não Nymeria? A principio parecia evidente que sim, mas a fala da garota logo em seguida, dizendo que não era ela,me deixou confuso, confesso. Afinal, a série os livros estabeleceram que não há lobos gigantes nas redondezas, tanto que os lobos Stark eram uma raridade (por falar nisso, saudades Fantasma). Enfim... me pareceu apenas um certo rancor da loba, que não deve ter gostado de levar aquelas pedradas na primeira temporada. Vamos aguardar. Mas que foi um pouco astroclimático, isso foi.

Até semana que vem.

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...