CRÍTICA | Brawl in Cell Block 99

Direção: S. Craig Zahler
Roteiro: S. Craig Zahler
Elenco: Vince Vaughn, Jennifer Carpenter, Tom Guiry, Don Johnson, Udo Kier, entre outros
Origem: EUA
Ano: 2017


Um suspense policial estrelado por, vejam só, Vince Vaughn (Até o Último Homem), famoso por interpretar personagens falastrões e caricatos na maioria das produções de comédia em que participa. Em Brawl in Cell Block 99, com direção de S. Craig Zahler (Rastro de Maldade), descobrimos uma nova faceta de um ator que vem trabalhando para mudar sua imagem, posto aqui em situação violentas e de muito sangue.

Vaughn interpreta Bradley Thomas, um ex-boxeador que perde seu emprego como motorista de guincho e descobre que Lauren (Jennifer Carpenter), sua esposa, é infiel. Ele decide perdoá-la e construir uma família, mas, para isso, teria que trabalhar novamente e resolve aceitar um trabalho em um cartel de drogas. Quando uma das negociações dá errado, Bradley é detido enviado para um presídio de segurança média. Para piorar, Lauren é sequestrada pelo chefe do cartel, que ordena ao protagonista que consiga uma transferência para o presídio de segurança máxima, eliminando um detento da cela 99. Caso falhe, você pode imaginar o que vai acontecer, não é mesmo?

Crédito: Universal Pictures

Brawl in Cell Block 99 traz um ritmo cadenciado, característica semelhante ao trabalho anterior de Zahler. O diretor dá o tempo necessário para que o espectador se envolva com a trama e seu protagonista, um homem de semblante frio, brutal e sádico. A fotografia, por sua vez, ajuda a trazer tensão, destacando a escuridão dos ambientes e exaltando a sensação claustrofóbica de um presídio de segurança máxima.

É impressionante a frieza e passividade que Bradley apresenta perante sua própria agressividade. Com sua força e estatura, o personagem tenta fazer com que todos o temam e o respeitem, sempre buscando o controle da situação através da violência. A atuação de Vaughn realmente impressiona, especialmente por não estarmos acostumados a vê-lo nesse tipo de papel. Uma performance que exalta suas qualidade e alcance dramático.

Brawl in Cell Block 99 é o tipo de filme que poderá incomodar espectadores que não estão acostumados com obras violentas e viscerais. Por outro lado, a direção segura de Zahler e o trabalho de Vaughn tornam o longa quase indispensável. É possível em um cenário tão caótico e cheio de percalços conseguir se importar com Bradley, mesmo que o mesmo tenha trilhado o mundo do crime.

Ótimo

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...