Grace and Frankie | 4ª Temporada


Em sua quarta temporada, Grace and Frankie continua surpreendendo. Não somente pelas atuações maravilhosas de Jane Fonda (Nossas Noites), Lily Tomlin (Aprendendo com a Vovó), Martin Sheen (O Mensageiro) e Sam Waterston (Godless), mas pela delicadeza com que os criadores Marta Kauffman (Friends) e Howard J. Morris (Home Improvement) continuam a retratar amizade e amor na terceira idade. 

Um pouco diferente das anteriores, porém, essa temporada usa comédia para aliviar assuntos pesados e muito reais vivenciados por idosos. Por exemplo, a perda da autonomia devido à senilidade, as limitações físicas que não permitem o corpo acompanhar a mente e a certeza de que a morte está a cada dia mais perto. 

Se nos anos anteriores Grace (Fonda) e Frankie (Tomlin) aparecem desbravadoras, prontas para montar um negócio ou namorar quem bem quiserem, agora elas tiram as máscaras e escancaram que a realidade é muito mais cruel. Conscientes de que não são mais as mesmas, elas chegam a esconder dos filhos suas angústias, porque seu maior medo é que eles arranquem o mínimo de liberdade que elas ainda possuem. 

Foto: Melissa Moseley / Netflix

Sol (Sheen) e Robert (Waterston), por sua vez, mesmo que se mostrem um pouco mais imunes à velhice e não sejam alvo constante da preocupação dos filhos, não vivem mais em uma mar de rosas. Suas personalidades opostas e interesses distintos tornam sua relação difícil, fazendo-os, inclusive, recorrer à terapia. Ao invés de ajuda-los, porém, a terapeuta levanta questões com as quais os dois têm dificuldade para lidar, deixando incerto o futuro da relação.

Vale a pena ainda destacar a participação de Lisa Kudrow (Friends), que, apesar de pequena, é bastante sólida. Ela está muito bem no papel de suposta usurpadora do lugar de Frankie na vida de Grace. As três tem muita química juntas e protagonizam uma das cenas mais bonitas da temporada, quando Sheree (Lisa Kudrow) elogia a amizade única de Grace e Frankie. 

Embora mais dramática do que no passado, a série não perde o tom e continua a passar uma mensagem positiva e esperançosa sobre o envelhecimento. Apesar das inseguranças e precisando ir de encontro até mesmo das pessoas que mais amam na vida, Grace e Frankie permanecem firmes na proposta de mostrar que são as setentonas mais cheias de vida que muito adolescente por aí. 

Foto: Melissa Moseley / Netflix

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...