5 Motivos Para Você Assistir | My Mad Fat Diary


Apesar de não causar tanto alvoroço quanto outras séries britânicas como Skins ou Misfits, por exemplo, My Mad Fat Diary apresenta uma narrativa surpreendente e que conquista o público logo de primeira. Lançada em 2013, a produção baseada no livro "My Fat, Mad Teenage Diary", de Rae Earl, é criação de sua própria autora. 

Ambientada nos anos 90, em Lincolnshire, a trama acompanha a vida de Rae Earl (Sharon Rooney), uma adolescente obesa de 16 anos. Recém saída de uma clínica psiquiátrica, a jovem se vê jogada em uma nova realidade que não a deixa confortável. Mesmo reencontrando a amiga de infância, Chloe (Jodie Comer), e tendo ajuda de novos colegas, a mente de Rae insiste em ditar que ela não pertence a esse novo mundo, onde pessoas conseguem enxergá-la com outros olhos.

Com suficientes 3 temporadas, My Mad Fat Diary traz o início, o meio e o fim da história de uma garota atormentada pela depressão no auge de sua juventude. E aqui eu te dou 5 motivos para você assisti-la.


1. A protagonista


O fio condutor, a narradora e a responsável por cativar o público é a protagonista Rae Earl interpretada por Sharon Rooney (Dumbo). Com seu senso de humor ácido e ótimo gosto musical, a personagem mantém um diário para depositar até os pensamentos que considera inadequados - seja sobre seus desejos sexuais ou a vontade de esmurrar a cara da melhor amiga. A personagem traz diversas camadas que são exploradas com o passar dos episódios. Ela não tem somente problemas de auto-estima por conta do peso, mas também sente que não faz diferença na vida dos outros, se vê como um peso morto.

Com a insegurança sempre batendo a porta, querendo engoli-la, Rae só quer ser mais uma garota aproveitando sua adolescência.


2. O humor


Debater temas sérios não significa ausência de humor. O tom de My Mad Fat Diary é leve, e um de seus pontos mais fortes são os pensamentos de Rae retratados em forma de animação durante as cenas. Além do público sempre ter acesso as opiniões silenciosas da protagonista, a história é sobre amadurecimento, escolhas erradas e primeiras paixões. Ver como os personagens se descobrem, criando situações constrangedoras e não sabendo lidar com os próprios sentimentos também é um trunfo no que diz respeito ao bom humor da série. 


3. Doutor Kester


Um dos grandes destaques da série é o psicólogo de Rae, Kester (Ian Hart). Apesar de no início a protagonista não aceitar muito bem o método de seu confidente por obrigação, com o tempo ela se vê aplicando os conselhos do doutor. Durante ou após as sessões de terapia é quando podemos ver a protagonista mais frágil, emocionada ou chocada com as verdades que seu principal conselheiro insiste em jogar na sua cara.

O psicólogo interpretado por Ian Hart (O Reino de Deus) tem a difícil tarefa de fazer com que sua paciente se enxergue de forma diferente, melhore e consiga realizar o sonho de ser uma pessoa normal.


4. A trilha sonora


Radiohead, Blur e Survivor são apenas algumas das bandas que compõem a incrível trilha sonora da série. A música é quase como um personagem extra na trama, e é a partir de seu gosto musical que Rae se enturma com a "galera". As principais cenas são embaladas pela banda favorita da protagonista, Oasis, que estava no auge de seu sucesso na década de 90. Inclusive, há um episódio em que os personagens conseguem ingressos para o show dos irmãos Gallagher.


5. Os relacionamentos


O que chama mais atenção é a amizade que Rae desenvolve com Finn (Nico Mirallegro), Izzy (Ciara Baxandale), Archie (Dan Cohen) e Chop (Jordan Murphy). A "galera" de sua amiga de infância Chloe é tão divertida que é quase impossível não querer fazer parte da turma. É dentro desse núcleo principal que as histórias de amor se desenvolvem, assim como as desilusões. 

Apesar desse ser o cenário mais cativante, os relacionamentos da protagonista com a própria mãe, seu psicólogo e os amigos que deixou na clínica psiquiátrica são explorados tão bem quanto. Cada um traz uma vertente importante. São a partir dos relacionamentos com os personagens secundários que podemos ver como Rae é frágil e luta contra si mesma para conseguir melhorar. 


Com uma narrativa sensível e cheia de momentos emocionantes, as 3 temporadas de My Mad Fat Diary estão disponíveis legendadas no YouTube. Confira o trailer abaixo e até a próxima!



Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...