5 Motivos Para Você Assistir | Orange is the New Black


Orange is the New Black (OITNB) foi uma das primeiras séries originais da Netflix. Baseada no livro autobiográfico escrito por Piper Kerman (Orange Is the New Black: My Year in a Women's Prison), a produção fala sobre suas experiências enquanto ficou detida em uma prisão federal de segurança mínima. A adaptação do livro deu origem a toda a primeira temporada, e depois a série desenvolveu sua história de forma independente.

Criada por Jenji Kohan, Sara Hess e Tara Herrmann, OITNB alcançou um sucesso inquestionável, abordando temas que, até então, nenhuma outra série havia explorado, especialmente se levarmos em conta sua representatividade, já que provavelmente 95% do elenco é feminino.

Se você perdeu o lançamento da produção em 2013 e ainda não está certo se vale a maratona, aqui vão 5 motivos para você subir no ônibus para Litchfield e conhecer a incrível história dessas personagens.


1. Representatividade


Orange is the New Black é uma série sobre a vida em uma penitenciaria feminina, ou seja, vemos representações reais de todo o tipo de mulher. Tem loira, morena, latina, negra, de outras nacionalidades, lésbica, bi, trans, gorda, magra, atlética, jovem, na meia idade, idosa, ou seja, uma história repleta de gente como a gente. 


2. Flashbacks


A variedade de personagens que a série apresenta é um grande atrativo. Cada uma tem seu momento de desenvolvimento, quando descobrimos o que elas faziam antes da vida dentro da penitenciária Litchfield. O recurso do flashback é bastante utilizado, enriquecendo a narrativa e nos revelando mais sobre a personalidade de cada uma das protagonistas e, obviamente, os motivos que as fizeram ser presas. 


3. A mistura de comédia, drama e crítica social


Orange is the New Black tem momentos de grande dramaticidade e que conseguem, seguramente, arrancar boas lágrimas de sua audiência. Ao mesmo tempo, há cenas que damos boas risadas também. Mesmo quando a série faz críticas sociais de forma aberta, ela consegue ser descontraída o suficiente para te fazer se divertir com piadas bem colocadas. Temos aqui uma ótima mistura de gêneros e, por isso, acaba agradando sem esforço grande parcela dos fãs.


4. Anti-heroínas e sororidade


Nem todas as personagens "são flor que se cheire", afinal, a série se passa em uma prisão. Muitas delas exercem papel de anti-heroínas, o que significa que vai rolar muita desavença com as ditas “mocinhas”. Mas o que Orange is the New Black consegue construir melhor do que qualquer outra série é a sororidade entre mulheres. Nem tudo é um mar de rosas entre elas, mas quando as coisas apertam, ninguém é deixada na mão. A união entre elas transcende as brigas e diferenças, restando sempre a parceria e o apoio nos momentos difíceis.


5. Múltiplas protagonistas


Até o momento Orange is the New Black tem 65 episódios disponíveis na Netflix, somando 5 temporadas (a sexta estreia hoje). Pode até parecer muito, mas a produção consegue se manter fiel as suas origens. É claro que a premissa inicial era contar a história de Piper Chapman (Taylor Schilling), no entanto, o universo da série é grande e envolvente, suas personagens têm suas próprias histórias , cheias de subtramas que vão se conectando ao longo de cada novo ano. Por mais que Piper tenha sido o "carro chefe" um dia, as múltiplas protagonistas são outro motivo do sucesso de OITNB.

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...