Outlander | 2ª Temporada


Depois dos conturbados acontecimentos na Prisão de Wentworth, ao final da primeira temporada, a única coisa que os fãs de Outlander pediam era um pouco de paz. O segundo ano, que estreou em 2016, cumpre essa promessa dando início a praticamente uma nova série.

Com o intuito de recomeçar suas vidas, Claire (Caitriona Balfe) e Jamie (Sam Heughan) deixam a Escócia para trás e entram no colorido e elegante ambiente da corte francesa. Essa viagem também tem como objetivo impedir a batalha de Culloden, empate histórico que resultou na total perda de autonomia da Escócia para os ingleses. Para isso, o casal irá se envolver nos maiores estratagemas para impedir a guerra.

A mudança de ambiente resulta em uma trama muito mais densa e focada na politicagem do século XVIII. Trocamos os cenários rústicos e a narrativa simples de aventura, por uma história centrada no desenvolvimento dos personagens. O rumo do romance do casal, por exemplo, sofre mudanças. Se na temporada anterior eles experimentaram o nascimento do amor em cenas ousadas, aqui enfrentam desde pequenos conflitos a problemas que ameaçam o casamento. É possível perceber também um enorme amadurecimento na dupla, seus personagens ganham mais camadas e se tornam um pouco mais complexos, o que é sempre interessante.

Foto: Starz

Nesse ano Outlander demonstra ainda mais suas qualidades técnicas, ao apostar em figurinos e cenários riquíssimos visualmente, que retratam de forma fidedigna a corte francesa, ainda que o roteiro se perca um pouco ao longo do caminho. A presença de episódios levemente arrastados só termina com o retorno dos protagonistas a Escócia. Talvez a essência da série esteja, de fato, em terras escocesas.

Vale citar também que a série continua impactante no que diz respeito a cenas violentas. Black Jack Randall (Tobias Menzies), está de volta e participa de uma cena pesadíssima com o garoto Fergus (Romann Berrux), que acaba provocando mais sofrimento a Claire, em uma cena grandiosa de Caitriona Balfe (Jogo do Dinheiro).

O fim da temporada é marcado por um acontecimento de partir o coração, com a protagonista voltando para os anos 40. Na verdade, já sabíamos que isso aconteceria, já que desde o primeiro episódio vemos Claire, em 1968, voltando para a Escócia com sua filha já adulta. Mas como tais eventos aconteciam, ou mesmo os motivos que a fariam voltar, foram surpresas interessantes.

Foto: Starz

Apesar de alguns tropeços, Outlander consegue manter a qualidade da primeira temporada. Com cenas emocionantes e reviravoltas de partir o coração, a série desenvolve ainda mais seus personagens, sejam eles protagonistas ou antagonistas. Já para a próxima temporada, ainda há muito a ser explorado, nos restando torcer pelo reencontro de Claire e Jamie. 

Bom

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...